Segunda-feira, 30 de Agosto de 2010
por João Rodrigues
No Estado fiscal de classe, os ricos nunca pagam a crise: "Ao fim de dez anos de vigência da lei que tributa as manifestações de fortuna no âmbito do combate à evasão fiscal, a administração tributária tem obtido fracos resultados. O fisco continua sem acesso directo e em tempo real à informação que permite aplicá-la. Em 2005, a Inspecção-Geral de Finanças (IGF) alertou para esse facto, mas, como foi confirmado ao PÚBLICO pelo Ministério das Finanças, esse constrangimento mantém-se, sem que o Governo veja necessidade de o ultrapassar." João Ramos de Almeida no Público.

por João Rodrigues
link do post | comentar | partilhar

14 comentários:
Carlos Marques
10 anos em que a esquerda esteve, está, no Governo e o BE esteve sempre a crescer no Parlamento.
Apetece perguntar - para quê?
Casamento homossexual é pouco para podermos dizer que estamos mais perto daqueles países do Norte da Europa que servem de modelos.
A corrupção continua a ser o pior de Portugal e nada continua a ser feito - e a esquerda tem a maioria há muitos anos.

deixado a 30/8/10 às 11:01
link | responder a comentário

Sempre a mesma desculpa fascista. Querem acesso às contas bancárias, peçam a um juiz! Tanta porcaria por causa das câmaras vídeo e agora acham bem que um amanuense qualquer ande a chafurdar na contas?

E ainda há quem se admire que a PIDE tenha durado 48 anos...com tantos apoiantes o que é de admirar é que tenha acabado!

deixado a 30/8/10 às 11:10
link | responder a comentário

Nuno
Com tantos simplexes e internetes mais bases de dados e sistemas de informação, e as diversas instituições do Estado ainda não comunicam! O problema é, e continuará a ser o ESTADO, maquina gigantesca que ninguém tem coragem de atacar e colocar na ordem, gerido como um conjunto de cidades-estado, com regras próprias e fronteiras definidas.

deixado a 30/8/10 às 11:44
link | responder a comentário

Mais lhes valia (aos ricos) terem ficado pobres assim ninguém os maçava

deixado a 30/8/10 às 12:47
link | responder a comentário

Se bem me recordo o BE o PCP e a Dra. Heloísa ( a esquerda no parlamento) fizeram uma barulheira tremenda para não deixar entrar em vigor o DEM que apenas indicava se o veículo tinha seguro, estava inspeccionado e servia para pagar portagens.

E agora vêm gritar que não se pode inspeccionar ao desbarato as contas bancárias das pessoas.
Mas alguém compreende isto?

deixado a 30/8/10 às 13:09
link | responder a comentário

Reaccionário
"o DEM que apenas indicava se o veículo tinha seguro, estava inspeccionado e servia para pagar portagens."

Nem isso fazia fado, nem isso. Na versão que foi aprovado a única informação que consta no DEM é simplesmente o número de matrícula, 6 simples caracteres, as outras informações (como a morada, o número do chassis, o seguro ou a inspecção) têm que ser verificados à posteriori. E para tal basta a um membro da autoridade (ou um concessionário com autoridade para tal, embora nesses casos apenas consigam aceder à morada) ir ao sistema (os carros da GNR já têm «todos» esses computadores, das outras forças não faço ideia) meter o número da matrícula, et voila, aparece lá isso tudo.

Mas como a oposição tem que arranjar motivo para resmungar sobre o que o Governo faz, lá vão brincando com o nosso dinheiro para trás e para a frente (sempre tendo em conta o interesse nacional e dos cidadãos, obviamente).

deixado a 30/8/10 às 19:02
link | responder a comentário

Não é que ser pobre é uma alegria!

Não há preocupações e segundo os médicos faz bem à saúde...

deixado a 30/8/10 às 20:29
link | responder a comentário

Quem nada teme, nada tem a esconder.

É o que diz o ditado!

deixado a 30/8/10 às 20:30
link | responder a comentário

obelisco instável
Relativamente às contas bancárias só tenho a dizer uma coisa: "Quem não deve não teme"

deixado a 31/8/10 às 14:31
link | responder a comentário

É a mesma coisa que digo dos quartos de dormir.

deixado a 31/8/10 às 23:53
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador