Sábado, 2 de Outubro de 2010
por João Rodrigues


Ontem num debate na SIC-N, Luís Delgado, em tom meio jocoso, meio sério, declarou: “eu sou de centro-direita, apoiei o Sócrates, mas agora até pareço do BE ou do PCP” (sorrisos algo nervosos, cito de memória). Tirando as conhecidas excepções, é só assim, quase inesperadamente, que uma tímida nota dissidente entra na televisão. O Nuno Ramos de Almeida identifica lapidarmente o objectivo do massacre ideológico em curso: “trata-se de garantir que a gente acredite piamente que vai para o desemprego para nosso bem.”

Vítor Dias deixa uma provocação oportuna para os que estão mais próximos do homo economicus, os que conhecem bem a cor do dinheiro: “Na situação em que estamos e face a esta completa falta de vergonha e de escrúpulos, arrisco-me a lançar aqui um excepcional desafio: senhores economistas que vão às televisões tocar o fadinho da falta de alternativas e das inevitabilidades, importam- se de, logo de ínicio, informarem os telespectadores de quanto ganham?” Leiam, no entanto, todo o texto porque Vítor Dias não cai em simplismos materialistas, o que não elimina a validade da sugestão: trata-se sempre, como o Daniel bem sublinhou, de fazer engenharia social neoliberal com a vida dos outros. Vítor Dias alerta para o agudizar do massacre até 24 de Novembro. Experiência.

Entretanto, no meio de um notável artigo sobre o PS que perdeu o S, perante o ensurdecedor silêncio cúmplice de quem tinha a obrigação política e intelectual de dizer qualquer coisa de esquerda, qualquer coisa civilizada, a jornalista São José Almeida do Público identifica o problema: “Convencionou-se...que as posições da esquerda portuguesa, ou seja, do PCP, do BE e da CGTP, não são para serem tidas em conta na grelha de análise..."

por João Rodrigues
link do post | comentar | partilhar

33 comentários:
JMG
"...lágrimas de vergonha não me caiam no prato"


lágrimas de vergonha me caiam no prato

deixado a 3/10/10 às 15:58
link | responder a comentário

Olympus Mons
João rodrigues,
não sei quanto ganham esses economistas, mas sei algumas declarações rendimentos de alguns homens de esquerda... fale lá destes.

Manuel Alegre
Rend. trab. dep. 58 632,00 €
Rend. trab. ind. 73 794,00€
Pensões 7482€



Jorge Sampaio
Rendimentos de trab. dep. 132 534,22€
Rend. prediais 5951,16€
Pensões 35 955,08€
Outros rendimentos (venda de imóveis) 260 000,00€



Mário Soares
Rend. trab. ind. 186 239,13€
Rend. capitais 188 550,92€
Rend. prediais 30 000,00€
Pensões 77 256,90€


Que tal?!

deixado a 3/10/10 às 16:00
link | responder a comentário

JMG
Tou a ver: Delgado diz-se do centro-direita e votou no PS; Rodrigues é da esquerda moderada e vota no BE; Carvalho da Silva é da esquerda democrática e vota no PC; a maioria dos que votaram fizeram-no no PS, são por isso de centro-direita; o segundo grupo de votantes, que votou no PSD, é de direita. Eu e os outros que votaram no CDS devemos ser, por exclusão de partes, fascistas. Hoje ao jantar, ao comer a sopa, vou ver se consigo evitar que as lágrimas de vergonha não me caiam no prato: não gosto da sopa aguada e sobre o salgado.

deixado a 3/10/10 às 15:56
link | responder a comentário

simon
E eu sou dos que mais perde dinheiro, disse Ricardo Gonçalves, deputado do PS, acrescentando, oh, porque mesmo sem fazer nenhum, sem nada que o mereça, sou daqueles que o ganham à barda, graças a deus e ao regime PSD e PS.

deixado a 2/10/10 às 23:30
link | responder a comentário

simon
Enfim, daqueles que o ganham mais à barda, graças a deus e ao povo.

deixado a 2/10/10 às 23:31
link | responder a comentário

mf
Naquele post lá para baixo onde fala das virtudes do Estado...substitua a palavra Estado por " homens que querem comandar e dirigir outros , sacando os privilégios inerentes ao Poder " , que é o que o Estado é , e vê logo como o seu post é assustador para quem quer ser livre , e fica logo fã do Miguel Serras Pereira se ser carneiro não lhe agrada. eu sou um bocadinho , só um bocadinho...porque ele quer dirigir a autodeterminação também...
morra o estado. hay govierno ? soy contra.

deixado a 2/10/10 às 23:50
link | responder a comentário

mf
gobierno...sorry.

deixado a 2/10/10 às 23:52
link | responder a comentário

mf
E agora , comentando o que diz : andam todos à nora , é a primeira vez que não há uma guerra para resolver os nossos problemas , logo , faz favor de pensar fora da caixa , tendo em conta todos os problemas que a ciência nos trouxe , demográficos , tecnológicos e tal. escusam de procurar soluções no Keynes e demais teóricos do passado , eles nunca imaginaram um mundo onde as mulheres fumam e trabalham e não há conflitos de morte e onde há máquinas muito mais eficientes que um homem.
há assim tanta falta de inteligência no século XXI para recorrer ao XIX? ninguém tem ideias politica/económica/socialmente aplicáveis à realidade actual ? ninguém diz que democracia representativa é bué boa para os representantes que escapam à guilhotina , porque são " castigados nas eleições "-.grande castigo! -exceptuando à Islândia ?

deixado a 3/10/10 às 00:22
link | responder a comentário

da Maia
Pois... a televisão acaba por ter uma atitude quem sabe parecida com a do João Rodrigues, põe a sua programação... e nunca desce à caixa de comentários para o contraditório.

Isto é admitindo que lê algo do que aqui se escreve em baixo... mas também não tem importância, porque o pessoal entretém-se bem uns com os outros.

deixado a 3/10/10 às 01:14
link | responder a comentário

Bolchevike
Quando muitos «boys and girls» do PS e do PSD, e outros filhinhos da direita, quando se virem no desemprego, ainda vão abjurar todas as teorias da treta que defendem na televisão!

deixado a 3/10/10 às 01:35
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador