Sábado, 9 de Outubro de 2010
por João Rodrigues


A petição pelo pluralismo no debate político-económico, que o Daniel aqui divulgou, conta já com mais de setecentas assinaturas. Contém um diagnóstico realista do massacre ideológico neoliberal e um apelo ao fim deste monopólio da análise e da opinião. A mediocridade económica sobrevive em grande medida porque não há contraditório. Assinem.

por João Rodrigues
link do post | comentar | partilhar

90 comentários:
Olympus Mons
Da Maia,
O Meu problema é o oposto do seu. O seu é o que descreve. Um invejoso que olha para o outro a passear de porshe e diz “meu sacana um dia ainda hás-de andar de Punto como eu… em vez de dizer eu “um dia ainda hei-de andar de porshe como tu!”


O meu é a vergonha que eu tenho por só ganhar 70/ 80,000 ao ano e pagar 2100 euros mês em impostos. Não tenho nada contra quem ganhe 100 mil, 200mil, 500 mil ou 1 milhão e meio, muito pelo contrário. O meu problema é com o Ricardo Araujo Pereira que ganha o tal milhão e meio, vive num palácio, tem um estilo de vida de jet set, e assume-se como alguém de extrema esquerda, vulgo ideologia do roubo e da pilhagem dos que mais tem. É como eu dizer que detesto gelados, detesto quem os come enquanto estou a abocanhar um corneto!


Este é o problema que tenho com o Manuel Alegre, e com os bloquista, que chiam com o milhão ao Mexia, mas que apoiam este velho a quem não é conhecido nenhuma actividade redistributiva ou empresarial que promova a tal redistribuição, e que mesmo agora com esta idade tem rendimentos anuais a rondar os 150,000 euros, 10 vezes o ordenado médio português e passa a vida com os desvalidos na boca.

deixado a 10/10/10 às 16:14
link | responder a comentário

Um quinto dos votos expressos, Daniel. Porque os que se estão nas tintas para isso também contam para o país.

deixado a 10/10/10 às 17:45
link | responder a comentário

PedroM
Boa, não tarda nada ultrapassam a marca do Alegre nas sondagens.

deixado a 9/10/10 às 14:07
link | responder a comentário

Orlando Batalha
Ontem Francisco Louçã, Miguel Anacoreta Correia, Henrique Neto e um senhor do Banco Popular, moderados por Nicolau Santos e Ricardo Costa, estiveram num debate de uma hora na SIC, em directo.
E provou-se que é possível um debate sério, educado, interessante e lúcido, mesmo tendo frente-a-frente gente tão diversa. E é deste tipo de debates que podem nascer verdadeiras soluções.

deixado a 9/10/10 às 14:08
link | responder a comentário

Olympus Mons
Por falar em Alegre,
Ainda há pouco o vi, montado nos seus quase 150.000 euros anuais, a almoçar num bom restaurante com o seu garnde amigo Sampaio tambem ele montado nos seus quase 390.000 euros anuais.

Como tem piada a esquerda caviar.

deixado a 9/10/10 às 14:20
link | responder a comentário

Olympus Mons
Saindo do ópio das endorfinas, nas quais é um viciado, um junkie, Louça apela ao seu hemisfério esquerdo do cérebro, fazendo um filtro pelo córtex prefrontal esquerdo e consegue (como é natural) conversar como gente normal...

Aliás isso é comum aos esquerdoides (e pessoas com depressão), essa dificuldade em usar certas compomentes do cérebro do hemisfério esquerdo...

Ok, é melhor parar porque se não fica demasiado encriptado... mas que é um verdade, lá isso é.

deixado a 9/10/10 às 14:24
link | responder a comentário

Olympus Mons
João Rodrigues,
Tal como explicado ao Daniel, chega uma altura em que até os media percebem que o tempo de brincar acabou. Parece ser algo instintivo ao ser humano. Quando a coisa fica realmente preta (vai ver o que se vai passar com Obama e os democratas – pun intended) os povos ( e a sua parte lúdica que são os media) parecem instintivamente perceber que chegou a altura de chamar os “paizinhos” para resolver os problemas. É um mecanismo de sobrevivência.


Tentando explicar-lhe a si...


“The most typical psychological term for functions carried out by the prefrontal cortex area (ESSENCIALMENTE O ESQUERDO ASSOCIADO A PESSOAS MAIS Á DIREITA) is executive function. Executive function relates to abilities to differentiate among conflicting thoughts, determine good and bad, better and best, same and different, future consequences of current activities, working toward a defined goal, prediction of outcomes, expectation based on actions … “


Ou seja, nesta altura em que se antevê problemas…. Chama-se os adultos. E neste sentido adulto é exactamente o que o caro João Rodrigues não é!

deixado a 9/10/10 às 14:33
link | responder a comentário

Manolo Heredia
Ó Olympus, a heroína anda a dar cabo de ti... muda para mescalina, que é + suave e não dá tanta ressaca...

deixado a 9/10/10 às 14:49
link | responder a comentário

Os meios de comunicação do capital tratam de convidar quem mais lhes convém.
A CHISPA!

deixado a 9/10/10 às 14:53
link | responder a comentário

Ok, é melhor parar porque se não fica demasiado encriptado

Encriptado anda o Olympus.

Homem, isto de se ler, interpretar e usar/aplicar o conhecimento, não é para quem quer, é para quem o consegue.

deixado a 9/10/10 às 15:05
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador