Quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2010
por Arrastão
Petição dirigida à embaixada de Cuba em Portugal

"Nós, cidadãos de um país que conquistou a sua liberdade há 36 anos, solidários com a resistência a todas as formas de imperialismo, críticos do bloqueio injusto e injustificável a Cuba por parte dos Estados Unidos da América, vimos através deste abaixo-assinado protestar contra morte do activista Orlando Zapata Tamayo depois de uma pena de prisão absurda e de uma greve de fome pelos seus direitos civis. E, através deste protesto, manifestar a nossa solidariedade empenhada para com todos os presos políticos cubanos e para com todos aqueles que em Cuba lutam por valores que, para quem, como os portugueses, viveu meio século de ditadura, são bens preciosos: a democracia, a liberdade e o direito a autodeterminação dos povos e dos indivíduos. Não há verdadeira independência de um povo sem democracia. Não há revolução que valha a pena sem liberdade."

Assina aqui.

Através das redes sociais e dos vossos blogues divulguem a petição.

por Arrastão
link do post | comentar | partilhar

65 comentários:
José Bastos
Já estou a imaginar o efeito estrondoso que esta petição vai ter na vida dos Cubanos...

Pena é que para o Orlando Zapata já vem tarde.

deixado a 26/2/10 às 01:06
link | responder a comentário

Se não se faz: incírvel, sobre Cuba estão calados.
Se se faz: incrível, isso não serve para nada.
O que faz José Bastos? Nada. Acha tudo incrível, apenas.

deixado a 26/2/10 às 01:07
link | responder a comentário

Pedro M Lourenço
Assinei porque Cuba é um farol que tem de continuar a inspirar e não a desiludir.

Os dissidentes e oposicionistas cubanos devem ser desmascarados e não encarcerados.

deixado a 26/2/10 às 01:28
link | responder a comentário

José Bastos
Não Daniel, só acho incrível que só se tenha feito esta petição agora, com 50 anos de atraso...

Podiam ter mudado o rumo da história!...

deixado a 26/2/10 às 01:30
link | responder a comentário

Pedia uma petição em defesa de Fulgencio Batista, é isso? Não vim a tempo. Lamentável, de facto, não me ter podido bater por esse defensor da liberdade, democracia e direitos humanos.

deixado a 26/2/10 às 01:31
link | responder a comentário

José Bastos
É obrigá-los a andar na rua com t-shirts a dizer "Soy un dissidente" ou "Soy um oposicionista", consoante o caso.

Acaba-se-lhes logo com as manias.

deixado a 26/2/10 às 01:33
link | responder a comentário

José Bastos
O regime de Fulgencio Batista caiu a 1 de Janeiro de 1959. Faz 51 anos e uns pós, se não me engano.

Referia-me, portanto, ao regime que se seguiu.

A ideia que eu tentei expressar é que, embora não redigida com a sua colaboração, uma petição com estas características poderia ter tido uma influência vital no desenrolar da vida em Cuba, caso tivesse surgido há cerca de 50 anos.

deixado a 26/2/10 às 01:41
link | responder a comentário

Pedro M Lourenço
No fundo é aquele adágio:

Não concordo com o que dizes, mas defenderei até à morte o teu direito a dizê-lo.

deixado a 26/2/10 às 01:42
link | responder a comentário

Nuno Rebelo
Está assinado.

deixado a 26/2/10 às 01:44
link | responder a comentário

José Bastos
Daniel,

Apenas não acho que esta petição, embora louvável na sua intenção, vá ter qualquer tipo de efeito. Só isso.

Estou bem disposto demais para estar aqui a fazer a figura a que os inglêses chamam "wet blanket".

A propósito de inglêses...SPOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOORTING!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Saudações Leoninas.

deixado a 26/2/10 às 01:53
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador