Segunda-feira, 10 de Novembro de 2008
por Pedro Vieira

© rabiscos vieira


esta noite desapareceu a voz de áfrica


por Pedro Vieira
link do post | comentar | partilhar

21 comentários:
Depois admiras-te de te considerarem um perigoso radical, agora homenageias a ex-mulher do Stokely Carmichael e tudo, tsc tsc...

deixado a 10/11/08 às 14:30
link | responder a comentário

que a terra seja leve a quem cantou
"celebrando Samora Machel" num concerto onde se disse: "podes te desaparecido fisicamente (assassinado pelos pides do apartheid) mas continuas vivo em todos nós nos ideais e nos sonhos por que lutaste"
óh Pedro, se a tua homenagem é sincera devias puxar este video para a primeira página do blogue - pq as pessoas não são apenas meras figuras de estilo - são ideias que não se matam
http://www.youtube.com/watch?v=rE_XSfjSFTw
.

deixado a 10/11/08 às 16:31
link | responder a comentário

Manuel Leão
Pedro Vieira:

Impressão sua. Não desapareceu nada. Quem passa a vida a lutar por uma causa justa, não desaparece, nem a pessoa nem a sua obra.

Felizmente que é dos vermes que ninguém se lembra.

E uma coisa é certa: Desapareceu, levando no peito uma alegria recente e nada breve. Que descance em paz.

deixado a 10/11/08 às 17:16
link | responder a comentário

Tenho o seu disco “Welela” onde apoiada por Hugh Masekela (de quem tenho “Hope” e “Tomorrow”) apresenta dez sucessos que se ouvem a todo o tempo e tenho também o disco de Gilles Petterson onde canta uma faixa exactamente “Samba”.

Era uma voz extraordinária.
Quanto a política, não me meto nisso.

deixado a 10/11/08 às 18:22
link | responder a comentário

Manuel Leão
Fado alexandrino:

«Quanto a política, não me meto nisso».

Claro que não, Fado. Quem é que iria pensar uma coisa dessas.

E digo mais: se necessitar de testemunhas, traga a declaração que eu assino.

Sugestão:
«Declaro, por minha honra, que o acima identificado Fado Alexandrino, não segue nenhuma ideologia política e tem manifestado sempre o seu completo repúdio por todas as ideias subversivas, venham elas de onde vierem. E, por ser verdade, assino esta minha declaração, feita em total liberdade e sem coacção de qualquer natureza»

Esteja à vontade, fado.

deixado a 10/11/08 às 19:30
link | responder a comentário

Luis
eugenio de andrade escreveu: "num prato da balança um verso basta, para pesar no outro a minha vida" .... desta mulher basta ouvir soweto blues para se perceber a perda que a sua morte consitui.

deixado a 10/11/08 às 20:27
link | responder a comentário

Isto hoje está do melhor.

Depois daquelas duas jovens com os olhos embaciados pelas lágrimas a serem entrevistadas pelo Komissário o seu texto voltou a provocar-me uma boa quantidade de gargalhadas.

Obrigado mas não é preciso dessa declaração, os factos falam por mim, sim repúdio as ideias subversivas, venham elas de onde vierem..

Olhe, na música é muito perigoso começarmos a cantar as canções de intervenção, nalguns casos as letras rebentam na boca como as castanhas.
Por exemplo este majestoso trompetista que tem uma actuação admirável com Paul Simon em Graceland que também tenho (aliás tenho 3475 cd’s) esperava como dizia na sua canção “Mandela (Bring Him Back Home!)” ver Mandela descer uma rua no Soweto de braço dado com Winnie Mandela.
A realidade como se viu era bem diferente.

Pode espreitar o vídeo aqui (http://www.youtube.com/watch?v=XKCk8o5xzaM).

deixado a 10/11/08 às 23:13
link | responder a comentário

Belo "rabisco"!

deixado a 11/11/08 às 00:54
link | responder a comentário

João
Eh pá, o senhor fado tem bué de cd's!

deixado a 11/11/08 às 12:03
link | responder a comentário

Eh pá, o senhor fado tem bué de cd’s!

É verdade.
Se alguma amiga sua os quiser ouvir pode vir aqui a casa trazendo duas garrafas de Veuve Clicquot Rosé.
Depois ela conta-lhe como foi.
Á sua!

deixado a 11/11/08 às 12:43
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador