Quinta-feira, 5 de Fevereiro de 2009
por Pedro Vieira


© rabiscos vieira



o que há de bom na manutenção dos off-shores é que teremos sempre sítio para onde mandar o jesualdo

por Pedro Vieira
link do post | comentar | partilhar

24 comentários:
Se tivesse sido ao contrário aposto que o Daniel Oliveira estaria agora a escrever "O que há de bom na manutenção dos off-shores é que teremos sempre sítio para onde mandar o Carlos Xistra"...
Enfim, estes penalties nos jogos contra o Sporting são como as gripes: sabemos que temos de levar com eles pelo menos uma vez por ano.

deixado a 5/2/09 às 13:01
link | responder a comentário

LAM
(Estou à vontade: detesto tanto uns como outros. O meu coração é preto e branco aos quadradinhos.)

Duas notas então, isentas imparciais e mázinhas:
1- NENHUM dos penalties existiu.
2- Uma derrota por 4 -1 com uma equipa do "mesmo campeonato" não é uma derrota, é uma humilhação. E isso Jesualdo podia ter evitado aos andrades.

deixado a 5/2/09 às 13:32
link | responder a comentário

Ricardo
5 Fev 2009 às 13:01

O post não é de Daniel Oliveira.
É de outro.
E lastimo dizer não percebo porque é que ataca Jesualdo Ferreira.
Ele é um empregado, como outros, do senhor Pinto da Costa.
Este é que conseguiu mais uma vez sujar, o já pouco limpo, nome do Futebol Clube do Porto.

deixado a 5/2/09 às 15:34
link | responder a comentário

carlos marques
Estão todos animados com essa estrondosa vitória.
Alegria de pobre é assim mesmo...
Para uma taça dessas, nada melhor, que uma final Benfica-Sporting para sabermos quem é o campeão da segunda circular.
Nós do FCP já estamos noutra....

deixado a 5/2/09 às 18:04
link | responder a comentário

Fado Alexandrino, eu sei que o post não é do Daniel Oliveira. Não me fiz entender, está visto.

O que eu queria dizer é que se tivesse sido ao contrário, isto é, se fosse o Porto a ter ganho e a ter dado a volta ao resultado à custa de 2 penalties manhosos (para usar um eufemismo), a estas horas já o Daniel Oliveira teria vindo aqui escrever que a arbitragem isto e o futebol português aquilo. E que me caia já o Rochemback em cima se isto que eu acabei de dizer não é verdade.

deixado a 5/2/09 às 18:14
link | responder a comentário

Paulo Nuno Santos
Eles tambem gostavam muito de jogar com as reservas, mas a taça da liga é o unico trofeu que podem ganhar.

deixado a 5/2/09 às 19:43
link | responder a comentário

HelderEga
Independentemente do valor do troféu, foi uma atitude à Pinto da Costa, um desprezo total pelo Sporting, uma deselegância para uma equipa que merecia mais respeito. Se fosse contra uma equipa de segunda linha ainda se dava o desconto, atendendo a que se trata de um troféu secundário, mas perante um grande do futebol português como o Sporting fica muito mal. Pior ainda é a atitude de complacência do Sporting perante esta e outras tropelias cometidas pela personagem acima referida. Quem não se dá ao respeito não é respeitado.

deixado a 5/2/09 às 21:05
link | responder a comentário

José Bastos
Os "Super-Mergulhões" a falar de penalties manhosos, dá vontade de rir.
O Jesualdo também, do homem que nos deu "No Porto ganhar é como lavar os dentes" temos agora uma nova 'pérola'; "Aquilo que era o nosso projecto para este jogo foi cumprido"... Genial!

deixado a 6/2/09 às 01:29
link | responder a comentário

Apologia do Costa
Podia dizer, lendo comentários sobre os mais variados temas, quem simpatiza ou odeia o maior dirigente desportivo português de todos os tempos, refiro-me , obviamente, ao Excelentíssimo Senhor Jorge Nuno Lima Pinto da Costa.
Este Grande Senhor já faz parte da História, enquanto aqueles que o atacam nem sequer serão referidos, quando deixarem a ribalta, pelos seus amoucos.
Qualquer que fosse atitude do Sr Pinto Da Costa seria sempre desdenhada pelos anões que sentem grande dificuldade em levantar a cabeça para verem passar os gigantes.
Sendo o FCP o único clube que fez, faz e promete fazer alguma coisa com visibilidade europeia, teimando em escapar ao humilhante rol estatístico de fracassos colectivos, atitudes falhadas e práticas terceiro mundistas.
A inveja nacional ocupou-se a denegrir o bom nome do FCP, no instante seguinte que o viu brilhar internacionalmente, como mandando um recado para o exterior: Atenção estes gajos são sacripandas vejam lá como é que conseguiram derrotar-vos, abram os olhos!
E ainda o fazem usando os meios mais abjectos, senão vejam, ao que parece ninguém se incomodou quando souberam do recurso a escutas telefónicas num processo de investigação da possível corrupção no resultado desportivo entre o Gondomar e o Ceroulas de Ribave ( ou outro gigante da 3ª divisão) . Não se escandizaram porque estavam certo do objectivo: alvo doirado, FCP e o seu Presidente.
( Se são aceites escutas para o Apito Dourado e bem possível autorizarem tratos de polé no inquérito Freeport)
Os portugueses gostam de futebol e sabem que não é possível sobressair nas competições milionárias sem convergência de esforços somos um povo pouco númeroso e pobre. Salazar sabendo disso ajudou o Benfica a tornar-se a jóia da coroa e tudo correu às mil maravilhas.
Durante o PREC o Poder estava demasiado ocupado para dar atenção a futebóis e por azar, pareceu um Sr no Porto decidido a mudar o statu quo e com uma capacidade invulgar de liderança, aproveitamento de vontades, apelando às emoções que fenómeno tribal desperta ( como definiu Desmond Morris ) e sem que os ocupadíssimos Senhores da máquina futebolistica percebessem tomou-lhes conta do “brinquedo”
Não é necessário explicar aqui que todas organizações humanas funcionam quando são bem dirigidas e essas direcções são o PODER, e esse Poder é pertença de alguém e quando se combate o Poder instalado só tem um único objectivo mudá-lo de mãos.
Com a batuta ainda na mão, Pinto da Costa tudo fará para manter a hegemonia do FCP.
Um dia vai-se afastar e é possível que as coisas de compliquem, Não há homens insubstituíveis, mas as suas obras são.
Em Portugal são as boas acções que têm que ser justificadas, porque ninguém acredita no mérito, para o homem comum todos os que se distinguem, fazem-nos com métodos inconfessáveis.

Comentadores mesquinhos, que destilam veneno acerca de tudo e de nada, que não conseguem elogiar os seus próprios pensamentos, dando-lhes forma e expondo-os e nãose limitarem debitar tontices criadas não sem bem onde e que repetem junto à máquina de café da empresa, e noutros lugares mal frequentados.

Evitem estragar as poucas coisas boas que ainda nos restam

deixado a 6/2/09 às 03:11
link | responder a comentário

helderega
Tem a ladaínha bem estudada, está lá tudo: o Salazar, a luta norte-sul, as invejas, etc. Só se esqueceu de um tema: A BATOTA. A BATOTA é feia, vai contra os mais elementares princípios do desporto. E o senhor que tanto defende é o grande protagonista da BATOTA no futebol. Independentemente dos dotes de liderança que possa ter, basta este "pormenor" para manchar indelevelmente o seu percurso como dirigente.

deixado a 6/2/09 às 09:30
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador