Quarta-feira, 11 de Março de 2009
por Pedro Vieira
 

O líder parlamentar do PSD, Paulo Rangel, destacou que tem havido “uma abertura gradual, democrática, para a transição para a democracia” após anos de guerra em que “há sempre suspensão de direitos”.

“Não se chegou ao grau satisfatório de garantias democráticas, mas está-se a fazer o caminho. Em vez de sinais de ruptura, devemos dar apoio a quem está a fazer esse esforço de construção”, defendeu Paulo Rangel, em declarações aos jornalistas.

por Pedro Vieira
link do post | comentar | partilhar

3 comentários:
joaquim azevedo
Não era este que aqui há uns meses se sentia "asfixiado" com a democracia portuguesa?
Realmente não há nada como o cheirinho dos negócios à bloco central para curar "asfixias" e outros males.

deixado a 11/3/09 às 11:55
link | responder a comentário

PMA
exactamente do q discorda da frase!?

deixado a 11/3/09 às 12:22
link | responder a comentário

-Esta coisa dos direitos apoquentarem tanto as direitas, ainda há-de ser tratada como doença.

deixado a 11/3/09 às 21:22
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador