Sábado, 9 de Janeiro de 2010
por Bruno Sena Martins


Cortejando a mitologia dos extremos (o Far West e o Extremo Oriente, isto é), o Rui Bebiano e o Sérgios Lavos conferem uma vaga pertinência à evocação de um outro Jonh Ford. Baseado num romance de Alan Le May, o filme The Searchers - A Desaparecida (1956) conta-nos a história do rapto de Debbie (Natalie Wood) pelos Comanches, bem como a odisseia protagonizada pelo tio (John Wayne) na sua recaptura. Muitos anos depois, a busca persevera ainda  sem que alguma vez se demore na dúvida que  a própria Debbie levanta, já adulta, quando, ao ser confrontada com os seus salvadores, afirma solene: "Este é o meu povo". No que é que isto aproveita para a minha apresentação? Poderia dizer tratar-se de  um subtil manifesto, expressão de que usarei este espaço para exercitar a dúvida, como que temperando o excesso de voluntarismo e a tentação para reiterar as certezas de partida. Mas não vou enganar ninguém, no fundo eu queria muito arranjar um pretexto para me iniciar com uma foto da Natalie Wood.

Agradeço o convite ao Daniel Oliveira ao Pedro Vieira e ao Pedro Sales. Dou as boas vindas aos demais recém-chegados: ao João Rodrigues, ao Rui Bebiano e ao Sérgio Lavos. Aos habituais frequentadores deste espaço, até já.

por Bruno Sena Martins
link do post | comentar | partilhar

10 comentários:
Antonio Cunha
Bem vindo Bruno.

Até q'em fim um gajo que gosta de gajas

deixado a 9/1/10 às 14:47
link | responder a comentário

Ó António Cunha, não sei se leve isso a bem.

deixado a 9/1/10 às 15:24
link | responder a comentário

salpicos
Natalie Wood, grande escolha!
(até neste papel de índia-não-pele-vermelha)
Neste período de apresentações, boas vindas e acolhimentos reparo que não temos pistoleiras. Falta de arma ou de pontaria?
Aproveito para dar as boas vindas ao J.Rodrigues dos Ladrões e do i e ao Bebiano que conheci da NON.

deixado a 9/1/10 às 15:27
link | responder a comentário

cafc
Caro Bruno

Exercitar a dúvida e a tentação para reiterar as certezas da partida.

Foi, por outras palavras, o que escrevi no "post" do Bebiano sobre o Trotsky. Questionar, questionar, questionar, sempre.

As certezas adquiridas, como "verdade absoluta", conduzem-nos à estagnação dos pântanos.

Bem-vindo, porque o teu "subtil manifesto" vai inquietar muitas consciências "formatadas".

Agora, para a "paródia", poder-se-à arranjar, por aí, uma Calamity Jane?

Bem-vindo e um abraço.

deixado a 9/1/10 às 16:39
link | responder a comentário

Bruno Sena Martins
Muito obrigado, António. Daniel, está visto vais ter que começar sobre.

deixado a 9/1/10 às 20:14
link | responder a comentário

Bruno Sena Martins
Muito obrigado, salpicos. Corre o rumor que as pistoleiras não quiseram nada connosco.

deixado a 9/1/10 às 20:15
link | responder a comentário

Bruno Sena Martins
Cafc, paródias como a Calamity Jane são óptimas parar parodiarmos algumas das nossas concepções - de decência, por exemplo. Muito obrigado e outro abraço.

deixado a 9/1/10 às 20:19
link | responder a comentário

Bruno Sena Martins
Verdade, António. Mas o filme termina sem que percebamos o exílio que esse "regresso às origens" necessariamente implicaria, ainda assim a angústia da não pertença fica prenunciado no tal "this is my people", ideia insustentável tanto para o racismo de Wayne, como para o heroísmo salvífico que de algum modo o moveu (não esqueçamos que Debbie não é apenas filha do irmão, é também a filha da única mulher - Martha - que lhe justificaria qualquer empresa).

deixado a 9/1/10 às 23:21
link | responder a comentário

António
Concerteza o BSM sabe que, mais adiante no filme, a Natalie Woods deixa "aquele" povo para regressar ao "seu povo", driblando, de caminho, o racismo do John Wayne.
Será isto premonitório?

deixado a 9/1/10 às 22:01
link | responder a comentário

Antonio Cunha
Sem ofensa :)

deixado a 9/1/10 às 22:05
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador