Quinta-feira, 1 de Abril de 2010
por Bruno Sena Martins
"De acordo com informação enviada pela empresa à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, António Mexia recebeu em 2009 700 mil euros em salários fixos e 600 mil euros em remuneração variável (que varia segundo objectivos atingidos).
A estes valores junta-se um prémio plurianual de mandato de 1,8 milhões de euros, que entra nas contas de 2009 e que corresponde a 600 mil euros por cada um dos três anos.
Assim, o CEO da eléctrica portuguesa irá receber este ano um total de 3,1 milhões de euros, quando a assembleia geral de accionistas, marcada para 16 de Abril, aprovar as contas de 2009."

por Bruno Sena Martins
link do post | comentar | partilhar

27 comentários:
LFM
Não a vê, por isso sente-se bem. Ou então, acha-se mesmo bom e pensa: "Os outros que sejam bons e espertos como eu, o que é que eu tenho a ver com isso?"

deixado a 1/4/10 às 18:41
link | responder a comentário

[...] This post was mentioned on Twitter by Arrastão. Arrastão said: Arrastão No país do PEC (I): “De acordo com informação enviada pela empresa à Comissão do Mercado de Valores Mobil... http://bit.ly/dkbl8i [...]

deixado a 1/4/10 às 11:34
link | responder a comentário

LAM
é assim mesmo. É preciso contenção.

deixado a 1/4/10 às 11:53
link | responder a comentário

João Berninger
A propósito deste e do outro post (Serralves, recibos verdes, lei laboral, flexibilidade e neoliberalismo) apetece-me deixar aqui esta notícia que acabei de ler:

"A formação escolar dos empregadores portugueses é substancialmente inferior à da população empregada, e também à dos seus colegas espanhóis e à da média dos empregadores dos 27 Estados-membros da União Europeia, segundo dados relativos a 2008" (in Público online).

Caso para dizer: porreiro pá!

deixado a 1/4/10 às 12:08
link | responder a comentário

cafc
Meu caro Bruno Sena Martins

Recordo uma "cantiguinha" de meados da década de 60, cujo refrão pode ser adaptado ao título deste post:

"Que mais queres tu
Que mais queres tu
No País do PEC (nessa altura, era Sol)
Podes andar nú!"

É o estado a "qu'isto chegou". E, nestas situações, ou se extirpa o "quisto", ou ele pode dar origem a um "cancro" fatal para a própria Democracia.

Estou a exagerar? Penso que não. Apenas sou adepto do "mais vale prevenir do que remediar". Antes que se chegue a "o que não tem remédio, remediado está".

Não me cansarei de apelar à convergência das esquerdas Para já, no caminho da Luta contra este Plano Engorda Chulos e seus derivados. Não esquecendo a necessidade "imperiosa e urgente" de um Programa Comum a curto, médio e longo prazos.

Estou a repetir-me? Não faz mal. Também estou farto de ver repetições consecutivas do "espectáculo" PS, PSD e CDS, fingindo que não estão de acordo na manutenção (ou mesmo, reforço) das políticas neo-liberais.

Um abraço.

deixado a 1/4/10 às 12:44
link | responder a comentário

[...] Vi no excelente blog do nosso amigo Arrastão [...]

deixado a 1/4/10 às 14:20
link | responder a comentário

Urge acabar esta lembrança
Ultimar a mudança
Urgir a confiança
Urgente retomar esperança.

deixado a 1/4/10 às 15:14
link | responder a comentário

Maria
Mesmo que eu me insurja o homem vai continuar a ganhar isto!
Para quê comentar, só se for para dasabafar o que pode ter algum efeito terapeutico.
Enfim, nem o meu comentário, nem os vossos acrescentam algo.
Como dizia a minha avó "ele há quem nasça com o cu virado para a lua". Há mesmo digo eu!

deixado a 1/4/10 às 16:03
link | responder a comentário

Antonio Lamas
Dada a evidente qualidade do gestor Mexia, concordo com Henrique Neto.
Porque é que o o governo não coloca este senhor (e outros) à frente das empresas deficitárias como por exemplo a CP e a REFER?
Talvez ele conseguisse por aquilo a "mexer" e a dar lucros.
Então sim já poderia receber a "gorgeta"

deixado a 1/4/10 às 16:07
link | responder a comentário

MetroidSamus
Eu até acho que é pouco. Isto de gerir empresas em regime de monopólio não é para qualquer um!

deixado a 1/4/10 às 16:15
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador