Domingo, 25 de Julho de 2010
por João Rodrigues
“Estamos prontos para agir e agiremos.” Ben Bernanke, presidente da Reserva Federal norte-americana e um dos principais estudiosos da Grande Depressão, no Observer de hoje. O contraste com a complacência de Trichet é evidente. Bernanke sabe o que aconteceu em 1937: a histeria dos défices e a reorientação da política monetária deram origem a uma nova quebra da actividade económica em 1938, da qual os EUA só saíram com a instituição, em grande, de uma combinação de keynesianismo e de planeamento. Tudo no quadro de uma economia de guerra,  uma das formas, seguindo o economista polaco Michal Kalecki, em artigo já clássico e com elementos de uma tão grande actualidade passadas todas estas décadas, da “aliança entre os grandes negócios e os interesses rentistas” aceitar uma política de pleno emprego…

por João Rodrigues
link do post | comentar | partilhar

11 comentários:
Jaculina
Quando o problema não tem solução, o melhor é agir ou ficar quieto?

deixado a 25/7/10 às 21:28
link | responder a comentário

Gestrundino Malaquias do Coiro Calhau
Ora ai está um bom post.

Sugiro que começemos uma pequena guerra...aumentamos o crescimento económico e temos pleno emprego.

ALiás...exactamente o que fazem os EUA.

Descobriu a pólvora...aqui os pacifistas europeus deveriam enviar os desempregados para a tropa e eram enviados para missões de guerra cirurgica em defesa dos interesses europeus do mundo...aí está...estão resolvidos os nossos problemas de emprego.

deixado a 25/7/10 às 21:35
link | responder a comentário

“Estamos prontos para agir e agiremos.”

Que país estará na calha agora para uma invasão? Ou deverei perguntar, que manobras se antevêem para que uma invasão se torne um mal necessário em nome da liberdade, da segurança, da democracia e do "american way of life"???

Hummm... onde é que começaram novas manobras, mesmo???

deixado a 25/7/10 às 23:38
link | responder a comentário

Esperemos que esta crise financeira, devido à falta de valores e que originou a mais grave crise económica desde a Grande Depressão 1929-1933, não venha a conduzir ao mesmo destino - uma guerra de proporções inimagináveis, a qual poderia servir para rejuvenescer a economia. Claro que esta cegueira do défice a nível europeu e não só só poderá continuar a dar desemprego, fome, falências, depressão económica, o problema vai ser a solução que irá ser encontrada pós-défice, para reanimar a economia e empolegar de novo o capitalismo.

deixado a 25/7/10 às 23:44
link | responder a comentário

Caríssimo João Rodrigues,

As lições da História, infelizmente, não têm sido lidas pelos nossos políticos...

Sem dúvida que a obsessão do défice e a omnipotência dos critérios financeiros dependentes das agências de rating e dos especuladores tem levado a política à desgovernança e à insensatez.

J. Sampaio disse lucidamente em tempos "há vida para além do défice!". É certo que a conjuntura se tem agravado devido à falta de rumo estratégico, como nos dizes caríssimo João, que tem gerado a perda da qualidade de vida das classes médias e a crescente miséria das classes baixas com o avolumar do número de desempregados.

Talvez seja bom que, efectivamente, os políticos deixem um pouco as soluções tecnocráticas na gaveta, para que não olhem só para o presente, mas também leiam as lições do passado e possam, a essa luz, perspectivar com humanismo uma estratégia sensata para o nosso futuro colectivo.

Saudações cordiais, Nuno Sotto Mayor Ferrão
www.cronicasdoprofessorferrao.blogs.sapo.pt

deixado a 26/7/10 às 00:28
link | responder a comentário

simon
Marés há que um tipo já não sabe se estão a gozar connosco ou a guerra é mera arte de brincar.

deixado a 26/7/10 às 01:38
link | responder a comentário

simon
E não é desta guerra que se fala, ou não se poriam contra, ao mesmo tempo, soldados e generais.

deixado a 26/7/10 às 01:47
link | responder a comentário

simon
Não esta nem as iguais
http://resistir.info/

deixado a 26/7/10 às 01:51
link | responder a comentário

simon
E nem iguais

http://www.youtube.com/watch?v=JFOmnAjk1EQ&feature=player_embedded

deixado a 26/7/10 às 01:53
link | responder a comentário

Cfe
Se o presidente do FED sabe o que aconteceu nos EUA, décadas atrás, o do BCE sabe o que aconteceu na Alemanha tb...

deixado a 26/7/10 às 21:17
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador