Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arrastão: Os suspeitos do costume.

O que é preciso é avaliar os boémios que vão para a escola só para dar nas vistas com roupa vistosa

Pedro Sales, 08.11.08



Em dia de manifestação de professores, vale a pena reparar na forma como o ministério da Educação está a organizar a avaliação destes profissionais. As acções de formação dos docentes que vão avaliar os seus colegas incluem, numa escola de Lisboa, um formulário digno das mais delirantes revistas e livros de auto-ajuda. Para avaliar “as dinâmicas organizacionais da escola e o modelo de Avaliação de Desempenho”, têm que responder a questões tão pertinentes como as que pretendem aferir se o divórcio se deve tentar evitar sempre que possível”, se se vestem de “maneira vistosa, boémia ou que chamasse a atenção de qualquer outra forma”, ou se é “mais inteligente que a maioria das pessoas e os demais geralmente reconhecem-no”. O resto do documento segue o mesmo estilo delirante. (Via esquerda.net).

8 comentários

Comentar post