Quinta-feira, 12 de Junho de 2008
por Daniel Oliveira
Se quer fazer greve sem que o governo requisite serviços mínimos tenha a certeza de que a sua greve é ilegal;
Se quer cortar estradas sem ter problemas com as autoridades confirme que há uma negociação em curso;
Se quer fazer piquetes sem ser confrontado com uma carga policial não se esqueça de apedrejar quem fura a paralização;
Se quer fazer tudo isto e ainda ver o governo a ceder certifique-se que é um pouco mais do que um trabalhador por conta de outrém.

por Daniel Oliveira
link do post | comentar | partilhar

42 comentários:
Chico da Tasca
É evidente que o Governo deveria ter agido sobre estes piquetes, e agido de forma dura. Mas não sómente sobres estes piquetes em particular, sobre TODOS os piquetes de greve !

Para que serve um piquete ? Para condicionar e intimidar quem eventualmente não queira fazer greve. Ora isso é ilegal !

Ninguém pode ser intimidado nem ameaçado por não querer fazer algo que vai contra a sua vontade.

É um facto que os piquetes de greve agem práticamente todos à margem da lei, impedem quem quer trabalhar de o fazer, e procuram paralisar de facto a actividade das empresas, comportando-se como uma espécie de milicias.

Portanto, senhor Daniel Oliveira, não são sómente os piquetes dos camionistas que agem à margem da lei. São todos !

Basta lembrar a actuação do piquete de greve na Central de Tratamento de Residuos de Beirolas, em que impediu a entrada de camiões na empresa de forma a paralisá-la. Que eu saiba, os camionistas desses veiculos não estavam em greve até porque nem eram trabalhadores da referida empresa, mas foram OBRIGADOS a parar o seu trabalho.

Acho muito bem que a policia actue duro contra esta gente, porque quem não quer fazer greve não faz e ninguém pode ser impedido do seu direito de ir trabalhar !

deixado a 12/6/08 às 12:02
link | responder a comentário

nuno oliveira
Tem toda a razão, Daniel. O tratamento dado a esta " paralização " foi mais que soft. Lembra-se do que acobteceu com um piquete de trabalhadores em Sines, a relativamente pouco tempo?. Aí a GNR levou logo tudo á frente . Pois é , este governo é especialista em gerir as crises de acordo com os protagonistas. Os donos das tramportadoras, palminhas nas costas, os pilotos da Tap, palminhas nas costas, ou seja tudo o que cause problemas visiveis para a população são tratados com punhos de renda. Ou seja temos um governo de " classe"!.

deixado a 12/6/08 às 12:29
link | responder a comentário

Pelo tom das reivindicações dá ideia que o PM tem uma tanque de combustível no quintal. Não tem.

A oposição? Tarde piou. Ontem, o país sitiado. Se é assim com a gasolina a $130, como será com a gasolina a 150 ou a $200?

Espero que toda a gente compreenda que isto só vai piorar e que a solução não passa pelo governo abrir os cordões à bolsa.

deixado a 12/6/08 às 12:32
link | responder a comentário

m&m
clap, clap, clap.

deixado a 12/6/08 às 12:38
link | responder a comentário

E aquela escolta da polícia aos camiões do Jerómo Martins terá sido um serviço requisitado e pago , ou foi mais um favorzinho do governo a uma empresa privada ? é que havia quem quizesse trabalhar e não teve dessas benesses ...

deixado a 12/6/08 às 12:41
link | responder a comentário

Luis Dias
Ahaha! É sempre cómico ver um bloquista a indignar-se com o sucesso do protesto de uma classe operária!

Ahahaha!

(claro, não imagino nem por um segundo que este comentário passe pela "livre" censura, como já me aconteceu antes...)

deixado a 12/6/08 às 12:58
link | responder a comentário

A greve dos pescadores também era ilegal?
Parece-me que a situação não foi muito diferente desta...
E ainda gostava que me explicassem por que raio é que a greve é ilegal (sim, já ouvi dizer que é isso que a lei diz, mas por que é que a lei proíbe uma greve dos patrões?)...

PS: Acho inadmissível aquilo que se passou nesta "greve", que a polícia tenha assistido ao desrespeito pela lei de algumas pessoas sem fazer nada. Só que não foi uma situação exclusiva deste caso... Com os pescadores foi semelhante, com os "verde-eufemios" idem...

deixado a 12/6/08 às 12:58
link | responder a comentário

dinis
Muito bem observado!!!!

deixado a 12/6/08 às 13:01
link | responder a comentário

"Se quer fazer piquetes sem ser confrontado com uma carga policial não se esqueça de apedrejar quem fura a paralização".
E se tivesse havido uma carga policial? Agora o Daniel estaria a falar de "barbaridade", "injustiça", do "uso da força completamente despropositado", do "direito à greve que é um direito fundamental dos trabalhadores consagrado na Constituição" de uma "intervenção policial que envergonha um Estado que se diz democrático"...
Enfim, dá para tudo, não é?

deixado a 12/6/08 às 13:05
link | responder a comentário

Jorge
Muitas vezes discordo de si, mas, desta vez, concordo quase a 100%. É inacreditável o que se passou.

deixado a 12/6/08 às 13:44
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador