Terça-feira, 17 de Junho de 2008
por Daniel Oliveira
Como sempre, o PSD, que sobre Lisboa devia esperar uns anos até nos esquecermos do estado calamitoso em que deixou a Câmara, demonstra a sua absoluta desonestidade. Aproveita o caso da Praça das Flores para avançar com uma moção de censura a um dos vereadores (que além de original é estranha, já que não visa o vereador que tomou a decisão) e não ao "governo" da câmara. E pega no caso da praça para logo saltar para o que está projectado para o Jardim da Estrela: um mecenato para obras no parque infantil. O Continente dá um parque infantil no valor de 60 mil e fica com uma placa da empresa. Só isto e nada mais. E se assim for, um bom acordo para a cidade. Pois este banal procedimento (que nunca vi nenhum partido criticar em lado nenhum) é caracterizado assim pelo PSD: «O vereador vai agora privatizar o Jardim da Estrela, entregando-o à conhecida cadeia de hipermercados Continente, mais uma vez prejudicando todos os seus utilizadores em benefício de um poderoso grupo económico» (Público). A falta de honestidade política do PSD de Lisboa não tem limites.

Por mim, mantenho o meu apoio ao vereador que elegi: acho que errou (e de dia para dia mais estou seguro do seu erro) na Praça das Flores. Um erro não chega para lhe retirar o meu apoio e um apoio que não chega para me impedir de lhe apontar os erros. O que não percebo é o silêncio ensurdecedor do meu partido. Deixou de ter um eleito na câmara?

por Daniel Oliveira
link do post | comentar | partilhar

38 comentários:
corvo
A a moção acabou por ser aprovada, com os votos do PSD, do CDS, e a abstênção do PCP.

Não sei se Paula Teixeira da Cruz presidiu a esta farsa, se o fez, mostrou que não tem estofo para pretender ser candidata á Camara de Lisboa.

É que as pessoas têm de se credibilizar pelas atitudes que tomam.

E criticar o Sá Fernandes exigindo a sua demissão, fundamentando-se no caso Praça das Flores, que como os membros do PSD sabem muito bem, não é da responsabilidade de Sá Fernandes, pois os espaços verdes não podem autorizar a utilização de espaços publicos,e que esta decisão foi tomada por Marcos Perestrelo do PS, a que Sá Fernandes deu o seu acordo, é no minimo ridiculo.

Mas tambem é um bom ensinamento para o BE e para o Sá Fernandes, só se pode fazer politica com honestidade, e lisura de processos, quando os adversarios são dignos.

Com gentinha desta, como estes membros da Assembleia Municipal do PSD do CDS. e dos abstencionistas do PCP, há que passar ao ataque.

E publicamente denunciar TODAS as traficancias, utilizações abusivas dos dinheiros que a Camara cede ás freguesias, as negociatas entre empresas de familiares de alguns destes senhores, que aproveitam o seu posto para conseguir bons negocios, etc etc etc

O BE tem de deixar de ser ingênuo , e sobretudo tem de utilizar a velha frase....

Quem com ferros mata , com ferros morre.

deixado a 17/6/08 às 22:33
link | responder a comentário

Apetece ser mauzinho e dizer que os tipos do PSD querem manter o Jardim da Estrela no estado em que está para poderem continuar a passear por lá à noitinha...

deixado a 17/6/08 às 15:06
link | responder a comentário

Na verdade, esse silêncio é ensurdecedor, Daniel.
Quanto ao PSD, bem, a senda do disparate continua. Salva-se, sobre o assunto, o post de António Prôa, no "O Carmo e a Trindade".

deixado a 17/6/08 às 15:08
link | responder a comentário

toulixado
Porque não concede ao seu partido o direito ao erro?

Ou já está cansado?

deixado a 17/6/08 às 15:09
link | responder a comentário

João Gomes
Daniel Oliveira,
O meu aplauso para ti! Pela fidelidade...
Conheço a polémica, não conheço a realidade da Praça das Flores. Daí, nunca me ter pronunciado.
Se vivesse em Lisboa, votaria Sá Fernandes. Porque me parece sério e porque tem algumas ideias, ao contrário da vacuidade da quase totalidade da CML.
Cometeu um erro? Só não comete erros quem nada faz. No geral, Sá Fernandes tem demonstrado competência e não será um erro que lhe retirará a credibilidade dessa competência.
O teu partido, em algumas situações, faz um silencio ensurdecedor. Será o politicamente adequado? Só espero que não lhe tirem o tapete...

deixado a 17/6/08 às 15:24
link | responder a comentário

Não me surpreende a atitude do PSD, a maioria dos seus membros fazem tudo por tudo para atingirem o poder e terem a atenção da comunicação social.
Eles é que são neoliberais porque defendem que o Estado devia ser só os órgãos de soberania, por isso, eles é que privatizariam o Jardim da Estrela.
Segundo eles, tudo o que é público é mau e tudo o que é privado é bom. Agora o que foi feito no Jardim da Estrela não está errado, é normal.

No meu blogue - www.daescritaaleitura.blogspot.com - falo dos meus livros e do perigo da direita e das políticas neoliberais para o Estado Social e a exclusão de parte da população.

Um abraço.


Luís Ferreira

deixado a 17/6/08 às 16:18
link | responder a comentário

Se me permitem o off topic: o prós & contras de ontem resumiu-se literalmente a isto (http://opoderdegrayskull.blogs.sapo.pt/102465.html).

deixado a 17/6/08 às 16:26
link | responder a comentário

Sebastião Dias
Do partido que faz do Parlamento a casa da Joana, com os seus deputados a entrarem e sairem, a ser substituídos e a voltar novamente, agora sento-me eu amanhã sentas-te tu, e em que cada vez que se sentam têm de pagar o dízimo, nada me espanta. Nem silêncios nem pesporrências.

deixado a 17/6/08 às 16:37
link | responder a comentário

nuno oliveira
Não Daniel, não basta dizer que não concorda com
o que o Sr. Vereador fez na Praça das Flores. Eu moro relativamente perto, como tal passo lá bastantes vezes: AQUILO É UM ESCANDALO!.
DEMISSÃO!. Não vamos lá com falinhas mansas.... aliás já reparei que o D.O. para alguns é muito firme , para outros...... enfim coerencias.

deixado a 17/6/08 às 17:06
link | responder a comentário

corvo
Se o membros do PSD da Assembleia Municipal de Lisboa, por acaso fôrem ao Palacio da Ajuda vêem a Sala Finibanco, a Sala Millenium , a sala Nestle, etc, todas com placas a justificarem que foi o mecenato privado que ajudou recuperação.

No Museu de Arte antiga o Mesmo.

Espaços publicos por esse país fora começando no Relogio do Arco da Rua Augusta ,e acabando na Torre de Belem foram recuperados pelo mecenato privado.

Há centenas , (pena não serem ainda mais), espaços publicos, e edificios historicos, que sem o mecenato privado nunca teriam sido recuperados.

Por outro lado, o aluguer de espaços publicos durante certos periodos é uma pratica comum, estes elementos do PSD que foram eleitos na altura em que Carmona foi eleito, esquecem que nessa altura , uma marca de automoveis, encheu durante dias os passeio da Av da Liberdade , com enormes bolas a fazer propaganda a uma marca de carros, já para não falar das marcas de cerveja, que patrocinavam as festas da cidade.

Por isso esta moção de censura só avançará se a Paula Teixeira da Cruz, se quiser expôr ao ridiculo, coisa que me parece não é seu habito.

Aliás bastava lembrar-lhe, que o marido o Paulo Teixeira Pinto, quando era o Presidente do Millenium , financiou dezenas acções de mecenato, inclusive exposições no Museu Nacional de Arte Antiga.

Parece que nem a Manuela Ferreira Leite consegue deitar a mão ao PSD.....

Com atitudes ridiculas como esta , quem se fica a rir é o Socrates, e por tabela o Antonio Costa.

deixado a 17/6/08 às 17:21
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador