Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Arrastão: Os suspeitos do costume.

No Expresso

Daniel Oliveira, 01.09.08
Entre marido e mulher metemos a colher
Apesar de na realidade não mudar nada (a lei já prevê a prisão preventiva para crimes com especial violência, mesmo que tenham uma moldura penal inferior a cinco anos), a proposta do CDS tem pelo menos uma vantagem: tira da violência doméstica da obscuridade e, simbolicamente, mostra que a sociedade, independentemente das convicções políticas de cada um, não tolera este crime. É evidente que o texto que escrevi no Expresso não teve qualquer influência na apresentação desta proposta, mas, mesmo assim, fico contente com a coincidência.