Segunda-feira, 29 de Setembro de 2008
por Daniel Oliveira
Alertado por um comentador, descobri que o Conselho Deontológico do Sindicato dos Jornalistas pediu esclarecimentos a um blogger por causa de um texto seu. Sendo o blogger em causa jornalista, apesar do seu post não ter sido escrito num órgão de comunicação social, será interessante saber se se lhe aplica neste caso o Código Deontológico. Não sei, talvez sim, talvez não. Será um novo campo a explorar. Independentemente do teor do post em causa, o que perturba mesmo, por ser mais um sinal do divórcio entre os que tratam da regulação e da auto-regulação na comunicação social e as novas realidades de comunicação, é o começo da carta enviada ao blogger em causa:

"Exmo.Sr/Camarada, o Conselho Deontológico do Sindicato dos Jornalistas recebeu, no passado dia 13 de Setembro, uma queixa relativa ao comentário que assinou no blog Bola na Área, a cujo Conselho de Administração também pertence".

Ainda não chegámos ao terreno das dúvidas éticas e deontológicas, a partir do qual o debate se pode fazer. Ainda estamos na fase da ignorância pura, em que a reflexão ainda não é possível.

por Daniel Oliveira
link do post | comentar | partilhar

11 comentários:
"a cujo Conselho de Administração também pertence" é de facto extraordinário! :-)

deixado a 29/9/08 às 13:59
link | responder a comentário

terrivel
Caro DO,

O blog em causa faz parte do site "mais futebol" e é constituido integralmente pelos jornalistas da casa, tendo links, anuncios e banners no próprio site. É certo que pode ser problemático admitir imediatamente o blogue como simples ramificação do site, mas a extrapolação que o sindicato faz não é assim tão absurda como à primeira vista pode parecer

deixado a 29/9/08 às 14:56
link | responder a comentário

Costa Nunes
Pedir explicações (oficiais) sobre o que um jornalista exprimiu num blogue é o mesmo que pedir essas mesmas explicações acerca do que teria dito à mesa de um café ou numa conversa de autocarro. No tempo da PIDE isto era claro como água. Só prova como a Democracia é uma coisa complicadinha...

deixado a 29/9/08 às 17:07
link | responder a comentário

Ainda estamos na fase da ignorância pura, em que a reflexão ainda não é possível.

Com esta frase arrumou o assunto.
Quem assinou aquela carta mostrou que, sendo jornalista, devia ter escolhido outra profissão.
Não admira.
Começar por chamar "camarada" a um associado mostra a largueza mental do dito e por osmose do referido "sindicato".

deixado a 29/9/08 às 18:22
link | responder a comentário

não querendo meter foice em seara profissional alheia quer-me parecer que todo o jornalista trata os da mesma profissão por camarada. tal como os militares, aliás, mesmo que não tenham todos vontade de ir vender senhas de tropicola para a barraquinha de cuba na festa do avante. coisa que, suspeito, o general kaúlza nunca terá feito.

deixado a 29/9/08 às 18:26
link | responder a comentário

Não concordo.

Orlando César pode ser até membro do Politburo, se calhar até é, mas ao assinar uma carta de um órgão do sindicato deve meter o “camarada” no sítio que Maria Armanda Falcão lhe indicaria com muito gosto se recebesse uma carta nestes termos.
Até eu, que nem jornalista sou.

A não ser que o senhor e ele, considerem que os jornalistas portugueses são todos de esquerda e gostam de ser chamados assim.

deixado a 29/9/08 às 19:58
link | responder a comentário

Esse Conselho Patológico não tem a noção do ridículo.

deixado a 29/9/08 às 21:24
link | responder a comentário

alexandrino, tresleu o que eu escrevi. claro.

deixado a 29/9/08 às 22:50
link | responder a comentário

Vieira, se tresli, é porque escreveu mal.

Pareceu-me que li todo o jornalista trata os da mesma profissão por camarada..

Ora isso pode ser muito verdade no orgão de comunicação social onde trabalha, não o é certamente no Jornal de Negócios nem no Diário do Minho, logo a conclusão do seu silogismo está errada.

deixado a 30/9/08 às 10:46
link | responder a comentário

[...] este a propósito do artigo publicado pelo Daniel Oliveira, respeitante ao inquérito ao jornalista Eugénio Queirós, cujo conteúdo parece, segundo Oliveira, ser produto da confusão na regulação e [...]

deixado a 30/9/08 às 22:33
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador