Sábado, 29 de Maio de 2010
por Arrastão
Texto de Mário Borges



A televisão digital (TDT) emite em Portugal há mais de 1 ano. Implementou-se uma rede de última geração com a mais recente tecnologia de emissão e compressão de sinal. Mas quase ninguém sabe que existe. Em França, Itália, Suécia etc, já funciona e Espanha é o exemplo acabado de como foi feita a transição do analógico para o digital. Regulamentou-se a Lei da televisão, legalizaram as televisões piratas e digitalizaram tudo. As televisões nacionais, autonómicas e as locais estão praticamente todas atribuídas. Cada espanhol em média tem acesso a 28 canais em TDT gratuitos.

Por cá temos 4! A RTP, SIC e TVI são as únicas empresas de televisão de sinal terrestre a emitir em Portugal e também em TDT e agem como monopolistas. Não existe uma única televisão regional ou local, caso único no sul da Europa. E claro, deu confusão o concurso para o 5º canal de televisão a emitir no digital. Está suspenso! A PT recusou activar a rede codificada de canais e incorrendo em incumprimento ainda teve a lata de pedir a devolução da caução! Podia-se ter mudado o panorama audiovisual português. Mas mais uma vez ficou-se pela mediocridade de sempre...

por Arrastão
link do post | comentar | partilhar

18 comentários:
Só de pensar que a Espanha tem 28 canais gratuitos e em TDT (não sabia), quando aqui temos que pagar e bem, para não ficar mergulhado na pobreza de 4 canais, será mais que mediocridade.
Podemos acrescentar o gás que, por cá, desceu 5,5%, mas na Europa baixou 16%, o que devia subir e descer conforme o preço do barril de petróleo, mas cá é sempre a subir,... acho que estamos no país, como diria o irmão Lúcia que já nos quer roer os ossos.

deixado a 29/5/10 às 10:24
link | responder a comentário

Este texto é um exemplo de mostrar alhos com bugalhos.
A TDT, entre outras vantagens, permite transmitir mais canais usando uma menor fatia do espectro electromagnético.
No entanto, o espectro reservado para as emissões analógicas, ainda permitia e permite bastante mais canais. Não é por limitação técnica que estes não existiam e não existem ainda em analógico.
Como tal, porque motivo haviam de aumentar apenas com a implementação da rede TDT?

A Espanha pode ter 28 canais em TDT, mas muito provavelmente muitos deles já existiam em emissão analógica.

Pode criticar não haver mais canais em sinal aberto em Portugal, mas isso não está relacionado com a emissão ser analógica ou digital.

deixado a 29/5/10 às 12:51
link | responder a comentário

da Maia
Bom post!

Já com 3 televisões o primeiro-ministro não tem tanta dificuldade em controlar a informação jornalística? Imaginem com mais canais... quantas comissões parlamentares seriam precisas?

A prova de que os portugueses não têm quem represente os seus interesses mais básicos, é bem espelhada nesta falta de pluralidade mínima, que é grave em termos de informação.
O que é que os partidos fazem para evitar isso? Nada! É que nem lhes interessa... tal como Sócrates, só lhes daria mais trabalho haver mais.
Depois, a RTP ficaria cada vez com menos audiências, mas com as mesmas despesas... e para onde iriam todas as pensões distribuídas?
É que a folha payroll da RTP deve ser das maiores do mundo, com tanta "comendinha" disfarçada de pensão.

Outro escândalo é de facto os canais de 24h de notícias só aparecerem no cabo... e nem é nos pacotes mínimos, já que tirando isso a nossa TV por cabo ou é muito cara ou tem interesse nulo.

Esses operadores têm todo o desinteresse em que se saiba que já há TDT por recepção sem fios, o que querem é colocar o seu cabo em todo o lado... depois mudar para fibra óptica, num contínuo "esburacar" da nossa paciência!

deixado a 29/5/10 às 14:24
link | responder a comentário

Mauro Gentile
Ainda ha quem veja tv? :D

cumprimentos

deixado a 29/5/10 às 14:24
link | responder a comentário

AP
O número de canais depende da localização geográfica, pois há vários canais regionais e locais em Espanha. Mas nacionais só havia a TVE 1 e 2, a Antena 3, a Cuatro, a Telecinco e a La Sexta.

Agora vão passar a haver 21 nacionais e abertos (http://www.onoweb.net/index.php?option=com_content&view=article&id=3508&Itemid=1139

deixado a 29/5/10 às 15:10
link | responder a comentário

AP
"A prova de que os portugueses não têm quem represente os seus interesses mais básicos, é bem espelhada nesta falta de pluralidade mínima, que é grave em termos de informação."

Espanha só tinha mais dois canais nacionais que nós, para universo de 45 milhões de pessoas. Não me parece uma grande diferença em termos de "pluralidade"


"Outro escândalo é de facto os canais de 24h de notícias só aparecerem no cabo… e nem é nos pacotes mínimos, já que tirando isso a nossa TV por cabo ou é muito cara ou tem interesse nulo."

Tanto a SIC Notícias como a RTP N existem nos pacotes mínimos, pelo menos da Cabovisão. E mesmo que assim não fosse, não vejo o escândalo. Os canais de notícias 24h dão o mesmo que os outros, mas em repetição incessante. Não há conteúdo para mais.

deixado a 29/5/10 às 15:18
link | responder a comentário

AP
Cada vez menos, sem dúvida. Nunca mais cá chegam serviços on demand decentes pela 'net.

deixado a 29/5/10 às 15:19
link | responder a comentário

mário borges
José
"Este texto é um exemplo de mostrar alhos com bugalhos."

Não se "mostram" mas misturam-se...
E neste caso comentou sem saber muito da realidade espanhola.
Os cerca de 28 canais que os espanhóis têm acesso existiam sim. No cabo. E passaram gratuitamente a emitir via TDT. Ou seja: o que cá a PT pretendia emitir a pagar (e mesmo assim desistiu) lá recebe-se gratuitamente.
Mais. Para lá desta oferta cada espanhol tem acesso gratuito a 2 televisões regionais e entre 6 a 12 locais dependendo da localização.
Se se podia apostar no analógico? Podia mas não faz sentido visto dentro de menos de 2 anos o apagão analógico irá acontecer.
E uma outra realidade que cá nos passa ao lado. Televisões locais. Todos os países do sul da Europa têm: Grécia, Itália, Espanha...
Que saudades do espírito pirata...

deixado a 29/5/10 às 20:48
link | responder a comentário

mário borges
Caro da Maia

Obrigado e tem razão. Aliás ainda reforço: em Espanha emitem 4 televisões de notícias no pacote básico nacional gratuito.

Caro AP

Existem 6 canais nacionais em Espanha (sem contar com os outros 20 no digital). Se existe mais pluralidade? Existe mais capacidade para haver um pluralismo maior. Até porque os grupos de comunicação em Espanha ao contrário dos de cá não escondem a sua cor política. Cada um sabe ao que vai.
Não vê o escândalo? Meu caro. Em Portugal quem perde os jornais das 20h (RTP, SIC e TVI) ou o das 22h da RTP 2 e que não tenha televisão paga não tem acesso a notícias depois da meia-noite em nenhuma televisão. Desde que há tv´s noticiosas (infelizmente) está dependente delas para se informar principalmente de noite.

deixado a 29/5/10 às 21:05
link | responder a comentário

Rui F
As coisas que agente consegue aprender/saber na blogosfera!

Obrigado Mário

deixado a 29/5/10 às 23:17
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador