Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arrastão: Os suspeitos do costume.

Em todo o lado

Daniel Oliveira, 30.01.08

The Show Must Go On

Daniel Oliveira, 30.01.08

Edwards e Giuliani devem abandonar hoje a corrida presidencial

Daniel Oliveira, 30.01.08

John Edward deve abandonar hoje a corrida para a nomeação presidencial democrata. Não deverá ainda anunciar se apoia Obama o Clinton. Depois do terceiro lugar na Florida, onde apostou tudo por tudo, também Rudy Giuliani vai desistir e apoiará o senador John McCain.

Nas primárias da Florida, McCain teve 36%, Romney 31%, Giuliani 15%, Huckabee 14%, Ron Paul 3% e Thompson 1%. Entre os democratas, numas primárias a feijões onde não se elegeram delegados por desentendimentos entre o Partido Democrata da Florida e o nacional, Hillary venceu com metade dos votos, enquanto Obama teve 33%, Edwards 14% e Kucinich 1%. Entre os democratas, a corrida é entre Obama e Clinton. Entre os republicanos, parece ser cada vez mais entre McCain e Romney, com Huckabee à espreita.

My heart belongs to Obama

Daniel Oliveira, 30.01.08

Para não responder a perguntas sobre a sua vida privada e um suposto noivado, Scarlett Johansson disse que estava comprometida com Barack Obama. «O meu coração pertence a Barack, e é com ele que neste momento estou comprometida.» Infelizmente era uma brincadeira. Ter Johansson na Casa Branca seria mais uma excelente razão para votar em Obama. Até a invasão do Iraque tinha outro encanto. Ainda assim, com Clooney e Johansson a apoia-lo, meninos e meninas não têm desculpa para não estar por Obama.

Inquéritos: não sai Lino, sai Lima e Campos

Daniel Oliveira, 29.01.08
A maioria dos leitores do Arrastão (63%) consideraram que, na sequência da escolha de Alcochete para o novo aeroporto, o ministro Mário Lino devia demitir-se. Perderam a oportunidade. Quem saiu foi Pires de Lima e Correia de Campos.

[poll=8]



E o novo inquérito é sobre esta remodelação. Qual a sua opinião? Concorda com a saída de Pires de Lima e de Correia de Campos? Só com a de Pires de Lima? Só com a de Correia de Campos? Com nenhuma delas? Acha que é indiferente?

A ASAE dos outros

Daniel Oliveira, 29.01.08
As inspecções da ASAE têm dado que falar. Tanto, que o CDS chamou o seu inspector-geral ao Parlamento. A defesa dos direitos cívicos é um imperativo político. Seja em relação à ASAE, seja em relação a qualquer outra instituição pública. Aplaudo a iniciativa na esperança que os defensores de um Estado policial e musculado repensem as suas posições.

O Estado deve agir em defesa dos consumidores? Deve. E agindo, deve inspeccionar e punir quem não cumpra a lei? Deve. Qual é então o problema com a ASAE? Desproporcionalidade. A aplicação cega da lei, em qualquer domínio - e é aqui que muitos críticos da ASAE manifestam alguma incoerência -, exige bom-senso. Usar meios paramilitares para fiscalizar bolas de Berlim e Adidas contrafeitos é absurdo, como é absurdo algemar imigrantes quando chegam a uma praia algarvia ou disparar sobre pequenos assaltantes. Ameaçar fechar metade dos restaurantes do país é idiota, como é idiota querer recolher o ADN de milhares de cidadãos ou encher as ruas de câmaras de vigilância. Punir por irregularidades menores, sem fazer prevenção e pedagogia, é um erro. Na restauração e na pequena criminalidade. São justas as críticas que se fazem à ASAE. Esperemos que façam o seu caminho num país onde os direitos dos cidadãos valem nada quando os cidadãos são os outros.