Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arrastão: Os suspeitos do costume.

Pluralismo

João Rodrigues, 30.11.10

O Prós e Contras de ontem confirmou uma ideia: o pluralismo democrático no debate económico-político, que o serviço público tem por função garantir, não é bom para quem gosta de medina-carreirar. É óbvio que não estamos condenados ao plano inclinado.

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Sérgio Lavos 30.11.2010

    A questão não é se MC tem ou não razão. Tem razão naquilo que toda a gente sabe e admite, não tem no resto. O problema são as soluções que ele propõe. Quais? Alguém sabe? No programa de ontem, a única coisa que ele não parava de repetir era o óbvio: Portugal precisa de financiamento, Portugal precisa de financiamento. E tudo o que isso implica. Para além disso, o discurso populista anti-políticos é de uma hipocrisia sem nome. Principalmente conhecendo nós as ligações dele a Cavaco Silva, um dos principais responsáveis pelo modelo de desenvolvimento que nos trouxe aqui, e a Passos Coelho, o homem que assinou por baixo este Orçamento de austeridade que nos vai levar ao descalabro económico. Resumindo, as verdades de la Palisse são fáceis de papaguear quando se está com um pé fora e outro dentro do sistema. Inócuo e inútil.
  • Sem imagem de perfil

    PedroM 01.12.2010

    "O problema são as soluções que ele propõe. Quais? Alguém sabe?"
    Não sei as do Daniel ou as do Sérgio, por ex.

    "
    a única coisa que ele não parava de repetir era o óbvio: Portugal precisa de financiamento, Portugal precisa de financiamento. E tudo o que isso implica"
    É óbvio mas pelos vistos não é esse o caminho que defendem (apesar de não apresentarem uma alternativa). Se a vossa solução não é o "óbvio", o que é? E não se esqueçam de enumerar as consequências do que essa vossa escolha implica, claro.

    "
    este Orçamento de austeridade que nos vai levar ao descalabro económico"
    Aqui temos uma clara divergência. Vocês acham que é este orçamento que nos vai levar ao
    descalabro económico (partimos de onde, então?). Eu acho (como MC) que este orçamento é apenas uma das consequências do descalabro económico que vivemos progressivamente há décadas. O tal "plano inclinado" em que não acreditam, apesar de o classificarem como de óbvio.

    "
    Inócuo e inútil"
    Parece que sim. Realmente não vale a pena. Já vem a alertar para o tal "plano inclinado" aos anos e anos e a alertar que seguindo esse caminho ia-mos aqui parar mas de nada valeu face aos muitos "Sérgios e Daniéis". Imagino então o que seria se o que diz não fossem "óbvias
    verdades de la Palisse"... Valeu de muito, sim sr.
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.