Terça-feira, 19 de Abril de 2011
por Sérgio Lavos

Deveriam ter o BE e o PCP aceitado encontrar-se com a troika infernal do FMI? Haverá questionáveis razões calculistas que terão levado à decisão dos partidos, mas julgo que a questão dos princípios terá sido essencial. O FMI é a mais horrenda extensão das políticas do austeritarismo prosseguidas pelo PS e apoiadas por PSD e CDS. A recusa do BE e do PCP em ouvirem o FMI não significa, ao contrário do que alguns de direita querem fazer crer, que estes partidos se coloquem de fora do processo democrático. Estão fora, sim, das políticas económicas que levarão o país ao descalabro económico. Portanto, uma posição de princípio. Participar no processo democrático, neste caso, significa recusar o diálogo com os nossos carrascos e encontrar outras formas de lutar contra as imposições de fora que apenas vão reforçar as políticas erradas que conduziram o país ao descalabro. Democracia, lamentamos, não é sinónimo de liberalismo económico selvagem. Estiveram muito bem os dois partidos nesta situação, e poderá este ter sido o empurrão decisivo em direcção a uma verdadeira política de protesto contra o pensamento único ultraliberal.


por Sérgio Lavos
link do post | comentar | partilhar

23 comentários:
Rui F
"...e encontrar outras formas de lutar contra as imposições de fora.."

ora aí está!
Quais formas de luta?

Reeestruturar a divida? como e com quem?

Sérgio, podias dar uma ajudinha, não?

deixado a 19/4/11 às 22:27
link | responder a comentário | discussão

Rui,


a negociação para a reestruturação da dívida faz-se com os nossos credores, e terá de sempre ser em conjunto com os outros PIGS. As conversas com o FMI são folclore. Por isso os dois partidos de esquerda fizeram bem em demarcar-se da farsa. Ou acha que se tivessem aceite o convite iria mudar alguma coisa?


Rui F
Sérgio

Muda sempre qualquer coisa.
Cobardia é virar costas.

Há muita gente que vota Bloco e mesmo PC que não gostou deste virar costas.
Veremos dia 6 de junho quem tinha razão.

deixado a 20/4/11 às 09:12
link | responder a comentário | início da discussão

Nuno Rebelo
Sérgio: isso é só BLÁ BLÁ BLÁ br>
é uma demissão e um virar de costas do PCP e do BE a uma infeliz realidade.

Perderam mais uma oportunidade de ter voz activa mesmo que não traga alterações.

Agora não se podem queixar de não ter tido oportunidade de falar e discutir.

Como disse a Ana Sá Lopes, é uma atitude inexplicável.

E a conversa do Sérgio é isso mesmo, conversa, palheta, cartilha.

deixado a 19/4/11 às 22:31
link | responder a comentário | discussão

Falar e discutir o quê? Inexplicável porquê? Discutir o que já está decidido à partida? Seria inócuo e absurdo, e por uma vez os princípios deverão falar mais alto. É produtivo? É tão produtivo como conversar com o FMI, se quiser. Ou acha que agora é que toda a gente vai desatar a votar nos partidos do sistema só porque o BE e o PCP recusaram a farsa?


Nuno Rebelo
Sérgio, isso é uma desculpa que cai facilmente por terra, assim num abrir e fechar de olhos: se a dados adquiridos se responde com voltar de costas "porque não vale a pena", por que raio o BE (ou outro partido) discute propostas de Lei e Orçamentos no Parlamento quando, havendo Governo suportado por partido maioritário, elas estão logo à partida aprovadas?

Não há desculpa, não há explicação, não se entende.
Faz parte de uma certa maneira "revolucionária" de fazer política e que já devia ter ficado bem lá para trás.


Rebelo,

Certo, certo é que 181 toneladas das reservas de ouro estão reservadas para o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Já agora que haja alguem que tenha colhões para dizer simplesmente NÃO.

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/economia/portugal-nao-quer-vender-reservas-de-ouro-ate-2014 (http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/economia/portugal-nao-quer-vender-reservas-de-ouro-ate-2014)


Nuno Rebelo
Bolota, eu também não quero o FMI cá e preferia explorar outras hipóteses antes.

Ainda assim, se eu fosse tão radical contra o FMI como o BE e o PCP são, garanto-lhe que podendo lhe diria, ao FMI, na cara, o que acho dele. Isso sim seria prova de ter túbaros. O PCP e o BE mostraram outra coisa completamente diferente, talvez mais próxima do conceito de "cobardia"

deixado a 20/4/11 às 00:26
link | responder a comentário | início da discussão

"Pirralha...eu?"

Sérgio Lavos


Concordo totalmente contigo.


Portugal está perante uma invasão dos tempos modernos, mas a linhagem dos Vasconcelos aí está disposta à vassalagem para continuar a viver à tripa forra e Portugal e o Povo que se ...lixem.


Pois, se a invasão fosse militar, haveria sempre quem estivesse disposto a negociar qual o lado pelo qual escolhia ser invadido.


Gaita, os que não têm vergonha na cara tapem-na, mas não queiram obrigar-nos a pôr o cu de fora e respeitem a dignidade dos que não se submetem.


“Que importa perder a vida


Em luta contra a traição


Se a razão mesmo vencida


Não deixa de ser razão.”


Aleixo amigo, a pirralha está contigo!


Cristina


PS: Também estou com o Sérgio e com toda a gente que ouse dizer NÃO!


Terá chegado a hora de começar a pensar nas barricadas?


deixado a 20/4/11 às 00:13
link | responder a comentário

qassandra
Sérgio Lavos, não creio que concorde com a sua argumentação, mas - independentemente disso - há algo que me escapa. Não é letra de forma, escapa-me mesmo. O senhor fala de princípios. O BE e PC não terão recebido o FMI por uma questão de princípios. Certo? Creio ter entendido bem até aqui. Mas, quais princípios? Eventualmente será falta minha, mas os vejo expressos, nem consigo subentendê-los - pelo menos, com clareza - do seu texto.

deixado a 20/4/11 às 02:02
link | responder a comentário | discussão

Leo
Quem convoca é o PR e quem dialoga com a oposição
é o governo. Foi a esses que o eleitorado deu poderes. E a rigorosamente mais ninguém. Percebe agora, qassandra?

deixado a 20/4/11 às 22:21
link | responder a comentário | início da discussão

João Cerqueira
Sérgio Lavos

Não é só a Direita que está a reunir-se com o FMI.
A GCTP e a UGT também estiveram.
Porque num momento tão dramático como este, ninguém pode virar as costas.
Todos, desde os patrões, aos sindicatos, aos partidos, tem a obrigação de falar com o FMI e tentar defender o interesse nacional - o interesse do povo português.

Infelizmente, o BE e PCP recusaram o diálogo. Podendo ser mais uma voz a favor dos desfavorecidos, podendo contribuir para mostrar ao FMI os problemas que as medidas irão trazer aos mais pobres, podendo, enfim, revelar dados sobre a desigualdade social que o FMI poderá até desconhecer, podendo tudo isso e tudo mais que a sua imaginação (BE e PCP) pudesse conceber, viraram as costas.
Com a superioridade moral que se auto-atribuem.

Estar do lado dos desfavorecidos, dos humilhados e dos ofendidos, neste momento, implicava negociar com o FMI. Porque não há outra forma de os defender.
Implicava pois batalhar com unhas e dentes. Enfrentar os burocratas, mostra-lhes que não podiam cortar a direito.
Tentar tudo para que a factura não penalize ainda mais as classes baixas.

Carvalho da Silva falou em taxas de juros decentes - eis um bom exemplo do que poderiam e deveriam ter feito.
Mas o BE e o PCP nem sequer tentaram.

deixado a 20/4/11 às 02:40
link | responder a comentário

Fernando Silva
Eu ia lá e dava-lhes uns belos sopapos!

deixado a 20/4/11 às 02:48
link | responder a comentário

Atendendo que o PCP e o BE se sentam num parlamento quando sempre lutaram contra a democracia, sentarem-se com o FMI não seria muito diferente. 

deixado a 20/4/11 às 10:13
link | responder a comentário

Esta malta ainda não percebeu que sem FMI não há dinheiro no próximo mês.


Não há ! E mesmo que o governo não tivesse caído não ia haver nas próximas semanas.


E não foram politicas de direita que nos trouxeram aqui.

deixado a 20/4/11 às 10:55
link | responder a comentário | discussão

esquerdino
Padre António: Essa missa já não pega! Então ainda acha que a malta não percebeu que foram as POLÍTICAS de direita que nos conduziram a esta situação? Ou também é daqueles que acredita piamente que o ps é de Esquerda??

deixado a 20/4/11 às 14:19
link | responder a comentário | início da discussão

Pedro
"E não foram politicas de direita que nos trouxeram aqui."
lol Pois, o PS  o PSD e o CDS são de esquerda.

deixado a 20/4/11 às 15:19
link | responder a comentário | início da discussão

Pedro e esquerdino:


O estado social existente em Portugal é uma politica de direita ?
A função publica existente em Portugal existe devido a uma politica de direita ?
As empresas Publicas existentes em Portugal existiriam num país de direita ?


Mas vocês ainda não perceberam que o PSD e o CDS só em Portugal é que são de direita ?


O problema do pais é gastar mais do que aquilo que produz ! Isso é derivado a politicas de direita ou de esquerda ?

deixado a 20/4/11 às 16:34
link | responder a comentário | início da discussão

felix
Bom Dia!


Acho lamentável a atitude dos BE e PCP. Demonstraram ser arrogantes e mesquinhos. Numa altura em que todos devemos estar unidos pelo país,  estes senhores viram costas. Já que o país chamou o FMI, tinham o dever de expor e explicar-lhes as preocupações dificuldades e lutas que estas partidos defendem, agora virar costas... demonstraram falta de respeito por todos nós. É assim que defendem os interesses dos portugueses?
Concordo e subscrevo o comentário do "João Cerqueira".



deixado a 20/4/11 às 10:55
link | responder a comentário

R
Caro Sérgio, bom dia!
Primeiro, é muito cómodo e fácil associar a crítica neste assunto à direita, para tentar calar a crítica à esquerda. Falta de argumentos?
Segundo, sou bem de esquerda e gostaria de ter visto um combate pelo eleitorado do centro numa ida à reunião com o FMI! Estamos em pré-campanha e nunca mais vemos um BE que se assume como alternativa de governo! Vai ficar numa retórica/acção em que o FMI não existe? No mínimo, ia lá dizer que não os queria aqui. E era tão bom ver-se finalmente uma alternativa combativa clara e corajosa, que não se esconde em não-sei-quês de sempre!
Critico porque quero mesmo um governo de esquerda!
Terceiro, parece-me que os seus textos costumam ser bem mais incisivos e sólidos. Impressão minha?  :)

deixado a 20/4/11 às 11:09
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador