Terça-feira, 20 de Dezembro de 2011
por Sérgio Lavos

 

"A única forma de o governo dar esperança neste momento é mentindo. Gorvernantes que mentem e iludem para dar esperança foi uma das causas dos nossos actuais problemas." - Comentário do João Miranda (olha quem) apanhado num post do Blasfémias.

 

Mais um "liberal" que salta em defesa de Passos Coelho sacando do trunfo "falar verdade aos portugueses". Para o João Miranda, com amor, uma reprise do vídeo produzido pelo Aventar

 

No mesmo blogue, José Manuel Fernandes reproduz um gráfico catita com a percentagem no PIB português das remessas dos emigrantes desde 1975. Esquecendo-se que, a partir de 1978, duas coisas muito simples aconteceram: os portugueses que tinham emigrado durante o Salazarismo começaram a voltar; o país estabilizou politicamente e a economia começou a crescer, e, consequentemente, a percentagem das remessas no PIB baixou. Para além disso, imagino que José Manuel Fernandes também deva esperar que esta fornada de emigrantes tenha a bondade de enviar o dinheiro que ganham no estrangeiro para bancos portugueses. Aconselho-o a esperar sentado. O investimento que o país fez na educação destes novos emigrantes vai ter uma recompensa: eles são suficientemente inteligentes para abrirem contas e investirem nos países de acolhimento. Alguém informe o José Manuel Fernandes - e, já agora, o senhor que diz ser o nosso primeiro-ministro - desta inevitabilidade. Não é fácil, ser cretino.


por Sérgio Lavos
link do post | comentar | partilhar

22 comentários:
Bom, do meu lado o dinheiro e contas e investimentos que tinha no meu banco português tem vindo a ser transferido para o holandês. Pago os meus impostos aqui, porque razão haveria de ter o meu dinheiro lá?. Além disso está muito mais protegido por estes lados no caso de um default...

deixado a 21/12/11 às 10:30
link | responder a comentário

Torquemada
No que me diz respeito, podem esperar sentadinhos. Conto em breve sair do país (finalmente, que é coisa planeada há já mais tempo do que estes "testas-de-ferro" do Eixo levam de governo) e, tão certinho como o Natal (ainda) calhar a 25 é que tudo o que ganhar será investido e depositado no país em que resida.

Remessas? Só se for de chouriços, em sentido inverso, para matar saudades de vez em quando...

deixado a 21/12/11 às 19:33
link | responder a comentário

José Silva

Marechal Passos Coelho

-

Marechal é o mais alto cargo

a democracia de ti qu'espera

respostas lindas d'ir ao largo

em avião, barco, toda a fera;

-

Com alguns desempregados

hoje lhes disse para emigrar

a outros, pobres desgraçados

limpa tudo o que pode limpar!


passos de coelho é tão veloz

a lebre a ele não se compara

só um animal que seja feroz

saqueia, rouba sem dar cara!?


O discurso dele nos comove

sinceramente não o sei dizer

como este primeiro se move

obscuramente sem nos ver!?


Ele que aumentou impostos

lamenta-se com declarações

homem teus variados rostos

o de marechal é sem galões!

-

Eugénio dos Santos

P.S.:

Este homem disse que sim, este homem disse que não, este homem disse ao contrário. Vejam os melhores momentos do Marechal Passos Coelho; brincando com as palavras eu acho que consegui dar um pouco da imagem deste Marechal Vestido de Negro, prenúncio da morte:

http://www.youtube.com/watch?v=gNu5BBAdQec


deixado a 21/12/11 às 21:25
link | responder a comentário


há aqui muito desconhecimento da realidade da emigração portuguesa em geral e em particular da que deixou o país durante o salazarismo... a coisa deve ser lida da seguinte forma: para captar as remessas de emigrantes, as contas que lhes eram propostas na altura tinham algumas vantagens e os juros chegaram a cerca de 35% - também por causa da inflação que por cá grassava antes da intervenção do FMI e adesão à UE - depois, essas vantagens acabaram e as remessas baixaram para, progressivamente, serem investidas, em parte, nos países de acolhimento... tão pragmático quanto isto, porque não houve retourno massivo de emigrantes, nem pouco mais ou menos, e, a grande maioria dos retornados das ex-colónias voltaram com uma mão à frente e outra atràs e nem eram considerados emigrantes.

deixado a 22/12/11 às 16:49
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador