Terça-feira, 20 de Dezembro de 2011
por Sérgio Lavos

 

"A única forma de o governo dar esperança neste momento é mentindo. Gorvernantes que mentem e iludem para dar esperança foi uma das causas dos nossos actuais problemas." - Comentário do João Miranda (olha quem) apanhado num post do Blasfémias.

 

Mais um "liberal" que salta em defesa de Passos Coelho sacando do trunfo "falar verdade aos portugueses". Para o João Miranda, com amor, uma reprise do vídeo produzido pelo Aventar

 

No mesmo blogue, José Manuel Fernandes reproduz um gráfico catita com a percentagem no PIB português das remessas dos emigrantes desde 1975. Esquecendo-se que, a partir de 1978, duas coisas muito simples aconteceram: os portugueses que tinham emigrado durante o Salazarismo começaram a voltar; o país estabilizou politicamente e a economia começou a crescer, e, consequentemente, a percentagem das remessas no PIB baixou. Para além disso, imagino que José Manuel Fernandes também deva esperar que esta fornada de emigrantes tenha a bondade de enviar o dinheiro que ganham no estrangeiro para bancos portugueses. Aconselho-o a esperar sentado. O investimento que o país fez na educação destes novos emigrantes vai ter uma recompensa: eles são suficientemente inteligentes para abrirem contas e investirem nos países de acolhimento. Alguém informe o José Manuel Fernandes - e, já agora, o senhor que diz ser o nosso primeiro-ministro - desta inevitabilidade. Não é fácil, ser cretino.


por Sérgio Lavos
link do post | partilhar

Anónimo
Esta direita neoliberal é um primor de sapiência! Aconselham o expatriamento com a esperança mal escondida de que os nóveis expatriados ajudem a economia nacional com as suas remessas de sonantes divisas. Espantoso. Esta gente, tão pronta a berrar pela "modernização", sempre tão célere a invectivar um "passado" que quer ver morto e bem enterrado em nome de um "futuro", é a mesma que se fia nos mais reaccionários atavismos. Pensam estes senhores que estes portugueses que agora emigram têm a mesma mentalidade, os mesmos gostos e as mesmas vivências dos seus ancestrais que demandaram Franças e Araganças. Se não fosse para chorar, seria motivo para rir.
 Quem agora se vai já não fala "axim", nem trabalha de sol a sol no país de acolhimento, sem direitos nem voz, com a esperança de voltar à santa terrinha e construir uma casinha de telhados em bico com negócio de servir "minis" e "traçadinhos" no piso térreo. Quem agora se despede não vai voltar com os filhos já espigadotes, perdidos entre duas culturas e a nenhuma delas pertencendo verdadeiramente, pois sabe bem que eles estarão sempre sujeitos a voltar a uma vida que não quis para si. Quem agora embarca é habitante de meios urbanos, tem hábitos de lazer arreigados e tem,ou terá, os filhos que quer e não os que a natureza lhe impõe; é , as mais das vezes, jovem e licenciado, solteiro e com vontade de gozar a vida. Quando chegar, por lá vai trabalhar, por lá vai viver, por lá vai namorar, por lá vai constituir família e criar os seus filhos. Mais tarde ou mais cedo, chamará àquela terra sua, pois pátria não é a terra que fala a nossa língua: pátria é a terra que nos dá o pão. Quem disser adeus - serão poucas as excepções - jamais voltará.
 Remessas para a terrinha bem-amada? Ó versões lusíadas, revistas e pioradas, da pirataria financeira internacional, não me façam rir.

deixado a 20/12/11 às 23:04
link | responder a comentário

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador