Terça-feira, 20 de Dezembro de 2011
por Sérgio Lavos

 

"A única forma de o governo dar esperança neste momento é mentindo. Gorvernantes que mentem e iludem para dar esperança foi uma das causas dos nossos actuais problemas." - Comentário do João Miranda (olha quem) apanhado num post do Blasfémias.

 

Mais um "liberal" que salta em defesa de Passos Coelho sacando do trunfo "falar verdade aos portugueses". Para o João Miranda, com amor, uma reprise do vídeo produzido pelo Aventar

 

No mesmo blogue, José Manuel Fernandes reproduz um gráfico catita com a percentagem no PIB português das remessas dos emigrantes desde 1975. Esquecendo-se que, a partir de 1978, duas coisas muito simples aconteceram: os portugueses que tinham emigrado durante o Salazarismo começaram a voltar; o país estabilizou politicamente e a economia começou a crescer, e, consequentemente, a percentagem das remessas no PIB baixou. Para além disso, imagino que José Manuel Fernandes também deva esperar que esta fornada de emigrantes tenha a bondade de enviar o dinheiro que ganham no estrangeiro para bancos portugueses. Aconselho-o a esperar sentado. O investimento que o país fez na educação destes novos emigrantes vai ter uma recompensa: eles são suficientemente inteligentes para abrirem contas e investirem nos países de acolhimento. Alguém informe o José Manuel Fernandes - e, já agora, o senhor que diz ser o nosso primeiro-ministro - desta inevitabilidade. Não é fácil, ser cretino.


por Sérgio Lavos
link do post | comentar | partilhar

22 comentários:
Sérgio não fale meias verdades, o PIB português não começou a crescer em 1978. Ele cresceu desde 1950 num dos maiores ritmos mundiais, tendo sido apenas interrompido pelo PREC (1974-76). Critique o Salazar com o que quiser, mas seja honesto sff.

deixado a 20/12/11 às 21:46
link | responder a comentário | discussão

Eu não afirmo que o PIB começou a crescer em 1978. Escrevi economia. Além disso, o gráfico começa em 1975. Portanto, apenas houve contracção do PIB nos 2 anos a seguir ao 25 de Abril. Começa a crescer a partir de 1976, sim. 


Desculpe mas falou de PIB " o país estabilizou politicamente e a economia começou a crescer, e, consequentemente, a percentagem das remessas no PIB baixou. " Aqui sugere, com razão, que o aumento do PIB levou a diminuição percentual das remessas dos emigrantes. 


Isto "os portugueses que tinham emigrado durante o Salazarismo começaram a voltar" até pode ser verdade, mas sobretudo por razões políticas e nunca económicas. 


Quanto ao resto tem razão.

deixado a 20/12/11 às 22:05
link | responder a comentário | início da discussão

Slint
Eu critico sim! Claro que era fácil o PIB crescer, não se gastava dinheiro nenhum! ah só se gastava em África, a matar pretos, mas gastar dinheiro a desnvolver o país? ah sim fez uma pontezita em Lisboa, ah! começou a fazer uma auto-estrada até ao Porto que nunca terminou.


Slint,


A ideia que está subjacente à sua argumentação, isto é, que a economia cresceu imenso durante o Estado Novo porque se partiu de uma base pobre, é válida e, provavelmente, terá o seu "q" de verdade. No entanto, a I República teve a mesma oportunidade e os resultados foram os que se viram.

deixado a 20/12/11 às 23:51
link | responder a comentário | início da discussão

Albano
"Claro que era fácil o PIB crescer, não se gastava dinheiro nenhum!"

Portanto, para o PIB crescer basta não gastar dinheiro .... estou esclarecido.

deixado a 21/12/11 às 09:38
link | responder a comentário | início da discussão

A nossa economia parou de crescer durante o PREC ? Ninguem diria !!!

deixado a 20/12/11 às 23:27
link | responder a comentário | início da discussão

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador