Quinta-feira, 22 de Dezembro de 2011
por Daniel Oliveira

 

O otimismo de Passos Coelho, que acha que irá a eleições em 2015 e espera por esse ano mágico para baixar os impostos; o seu conselho aos professores, para que estes emigrem (e Paulo Rangel quer a coisa organizada por uma agência de exportação de portugueses); e a fé de que as nossas exportações vão aumentar porque a crise internacional vai acabar brevemente eram um bolo a precisar de uma cereja. Na sucessão de disparates que o desnorteado primeiro-ministro nos tem oferecido, veio mais uma: daqui a vinte anos as reformas vão valer metade.

 

Primeira dúvida: em que estudo se baseou Pedro Passos Coelho para fazer esta afirmação que, como é evidente, cria angústia em milhões de cidadãos? Não sabemos. E confesso que, do que fui lendo sobre a matéria, não encontro rigorosamente nada que autorize esta previsão. Ou seja, o primeiro-ministro de Portugal faz, com um assunto tão sério e delicado, conversa de café.

 

O que Passos Coelho consegue com estas infelizes declarações é fácil de imaginar: instalar o sentimento de insegurança. Um medo que pode resultar, perante tão deprimente cenário, num aumento da fuga aos descontos para a segurança social. É que o sistema vive de uma ideia simples: pagamos as reformas de hoje porque acreditamos que pagarão as nossas no futuro. Se essa confiança se quebra com umas "bocas" irresponsáveis de um primeiro-ministro o sistema fica em risco.

 

Vem então a segunda dúvida: o que pretende o primeiro-ministro com esta declaração? Três possibilidades. Asimples: respondeu a uma pergunta de um jornalista sem pensar nas suas consequências. A absurda: Passos Coelho não se contenta em preparar os portugueses para o pior, precisa de os deprimir para as próximas décadas. Mesmo na parte que não dependerá dele e sobre a qual não tem condições para fazer previsões à distância de duas décadas. Não é apenas incapaz de apontar para um horizonte próximo de esperança. Prepara o País para décadas de miséria. A cínica: o primeiro-ministro está apostado em instalar o medo para que todas as medidas que impõe ao País pareçam inevitáveis e até excelentes, quando comparadas com o futuro que nos espera. É provável que seja um pouco das três. E todas elas são coerentes com a sucessão de declarações estapafúrdias que tem feito.

 

Publicado no Expresso Online


por Daniel Oliveira
link do post | comentar | partilhar

63 comentários:
Rafael Ortega
"E confesso que, do que fui lendo sobre a matéria, não encontro rigorosamente nada que autorize esta previsão."

Não leu os mesmos livros que eu.

Mas basta fazer algumas previsões simples.

Ver que as despesas com a segurança social já vão em quase 20% dos gastos do Estado. E estamos a falar de uma altura em que a maioria dos pensionistas ganha poucas centenas de euros. Irá haver um grande salto quando muitas pessoas que ganham alguns milhares (juízes, militares, professores universitários...) começarem a se reformar em força.

Além disso, quando a Segurança Social foi criada havia muitos mais trabalhadores a descontar por cada pensionista. Hoje (e no futuro), devido à baixa natalidade, esse rácio é muito menor.

Eu ainda não comecei a trabalhar mas já sei que terei que poupar pelos meus meios, porque não conto com a segurança social para nada (nem com a portuguesa nem com a do país para onde emigrar).

Se calhar o Passos Coelho disse a coisa um pouco à bruta, mas avisou de algo para que as pessoas têm que estar preparadas.

deixado a 22/12/11 às 11:21
link | responder a comentário | discussão

MCosta
Se tivesse besuntado a "verdade" com vaselina já seria aceitável, era á bruta mas sempre deslizava melhor entre os neurónios? E que tal quando falar basear-se em factos (não manipulados), não seria mais honesto?
Ou melhor ainda, dizer de uma vez por todas que não acreditam num ESTADO como regulador da desigualdade, excepto se este ESTADO seja securitário e sirva unicamente  para manter o estado das coisas, em beneficio de uma faixa da população cada vez mais rica?






Gentleman
E quem lhe diz que Passos Coelho não se baseou em factos não manipulados?
O que Passos Coelho diz não anda longe do que Medina Carreira tem andado farto de dizer (e escrever) ao longo dos últimos 10 anos. E Medina Carreira fundamenta o que diz -- a ponto de nenhum defensor do estado-providência contestar, com argumentos sólidos, aquilo que Medina Carreira afirma.
.


MCosta
O senhor não me conhece, se conhecesse saberia que eu faço o esforço, de metade das minhas leituras serem de pessoas que pensam de forma diferente da minha. Vou ser simpático com o senhor e sugiro que dê uma vista de olhos no blog ladrões de bicicletas e verá pessoas com formação muito avançada em economia "desmontar" o Medina, e ainda por cima são defensores daquilo que o senhor chama estado social.


Cumprimentos

deixado a 24/12/11 às 01:29
link | responder a comentário | início da discussão

Rafael Ortega
"E que tal quando falar basear-se em factos (não manipulados), não seria mais honesto?"

Não é um facto que a natalidade é cada vez mais baixa?
Não é um facto que, fruto do aumento da esperança média de vida, cada vez os pensionistas vivem mais (e ainda bem), e por isso as reformas são pagas durante mais tempo?

Faça contas.

Para um pensionista receber 1000€ é necessário que três trabalhadores no activo tenham salários brutos de 1000€ (pagando 10% para a SS e o empregador 23,75%).
(0,1*1000+0,2375*1000)*3=1012,5
O sistema é inviável a longo prazo. As reformas vão baixar.

Se quiserem continuar a bater no mensageiro estão à vontade.


Gentleman
A Esquerda não sabe fazer contas, Rafael.
Tem um enorme deficit de racionalidade. É só emoção. 
.


Rui F
E a direita soube algum dia fazer contas?


"Pirralha...eu?"
Primo Rui F
Então não sabe?
Sempre a multiplicar o dinheiro dos compadres.
Sempre a somar os cargos para os boys.
Sempre a dividir os sacrifícios pelos do costume.
Sempre a diminuir os rendimentos dos mesmos.
Queres que te mande uma tabuada direitalha?
Beijocas
Cristina


Rui F
Priminha

Não tinha visto a coisa por aí. Estás correctisisma.

Essa tabuada direitalha é parecida com a que eu tinha em miúdo ou é mais tecnológica a dar pro Magalhães?

Bjinhos


"Pirralha...eu?"
Primo Rui F
É a tabuada do ratinho que as ratazanas usam até ao abuso.
A munha esperança está nas pirralhinhas que estão a aprender a tocar flauta.
Beijocas e Feliz Natal
Cristina


Rui F
Pirralha...tu

prima

desconheço essa tabuada mas flauta de bísel, acho que ainda arremedo umas quantas!!

feliz natal

deixado a 23/12/11 às 12:39
link | responder a comentário | início da discussão

Esteves
A esquerda não sabe fazer contas de multiplicar; e a direita não sabe fazer contas de dividir. Quanto às emoções, encontram-se em ambos os lados. Emoções egoístas no lado da direita. e altruístas no lado da esquerda. Resultado: vitória (moral) aos pontos para a esquerda! Campeões, campeões, nós so-mos cam-peões!

deixado a 22/12/11 às 23:24
link | responder a comentário | início da discussão

MCosta
Esta a ser emotivo, consegue perceber isso, certo?


Boas festas para si e para a sua família


Cumprimentos

deixado a 24/12/11 às 01:35
link | responder a comentário | início da discussão

JEM
Como se atreve a fazer contas?! Seu fascista!

deixado a 22/12/11 às 19:58
link | responder a comentário | início da discussão

MCosta
Para aprender a fazer contas, siga a minha sugestão acima descrita. Também estou a ser simpático com o senhor.


Boas festas.


Cumprimentos





deixado a 24/12/11 às 01:32
link | responder a comentário | início da discussão

Rui F
"...Eu ainda não comecei a trabalhar mas já sei que terei que poupar.."

Isso Ortega. Isso é bom.
E dá graças a deus para que tenhas algum sobrenome que soe bem, ou uma cunha que te traga mais valias. Está provado - os celebres imigrantes que o digam - que trabalhar em Portugal nunca deu para a sopa.


deixado a 22/12/11 às 12:43
link | responder a comentário | início da discussão

Anónimo
Mas pelo que li, a previsão da União Europeia é de que as reformas se reduzam em cerca de 30% nos próximos 40 anos... Daí a 50% em 20, convenhamos que falta qualquer coisa.


Rafael Ortega
Essa previsão não li, mas se tiver link ou souber onde posso arranjar agradeço.

deixado a 22/12/11 às 21:46
link | responder a comentário | início da discussão

Joe Strummer

É um mitómano, frio como um psicopata. Um homem mau, sem qualidades, intelectualmente medíocre.
Mas tudo isto estava visivel antes das eleições, só mesmo o ódio cego da esquerda (a verdadeira, a certificada) a Sócrates conseguiu esconder a mediocridade e maldade deste imaturo.
Portanto quando se falar da porcaria que nos governa convem linkar o mediocre Louçã (a unica merda que fez de jeito foi um discurso num longinquo 25 de Abril) mais a cumplicidade do PCP pelo seus queridos inimigos salazaristas e seus sucedâneos, bem patente em diversas áreas da vida pol.itica e jornalistica

deixado a 22/12/11 às 11:51
link | responder a comentário | discussão

Albano
"É um mitómano, frio como um psicopata. Um homem mau, sem qualidades, intelectualmente medíocre."
Concordo consigo, mas... você vê o contrario desses adjectivos em Socrates?


Joe Strummer
Olá Albano, então já acabaste de ler o Correio da Manhã? Boas Festas pá.


Albano
Hei Joe, só recebo o correio á tarde!!!  
Obrigado e Boas Festas para ti também.
Que 2012 te traga novos amores, esquece o Socrates, esse tipo não te merece!


Joe Strummer
 Albano, eu tambem não te mereço.

deixado a 22/12/11 às 18:24
link | responder a comentário | início da discussão

Rui F
Vou ficar "maravilhado" com o ressurgimento das contas poupança imigrante! Deve ser uma das primeiras medidas do novo organismo Rangel.
Outra medida é inundar o país de escritórios privados, de organismos Rangel: "Imigre na hora. Documentação garantida"

Foda-se...quando um país ou os seus representantes máximos, não contam com todos para a sua construção (ou reconstrução), é mesmo um pobre e previsivelmente desgraçado país, sem remédio e jogado às traças.

Só gente idiota, é que pode pensar que os "bons" que ficarem serão os motores do "novo" país e que os que partirem, depositarão religiosamente cá as suas economias - o governo de Angolana faz um manguito a quem quer trazer tudo de lá.
Em plena era da globalização, com as distâncias reduzidas num click de rato, julgam que um dia, os imigras à força, regressão à terrinha para ocupar os lares privados que custam 3 ou mais vezes que o salário mínimo nacional, abotoando em 3 ou 4 anos, o que levou uma vida a ganhar.

Estes gajos deste governo, em pleno séc XXI continuam a achar que os Portugueses actualmente continuam tapadinhos como há 50 anos.
(bem...a avaliar pela maneira como lhes deram maioria absoluta, só podem mesmo achar que a malta continua tapada)

deixado a 22/12/11 às 12:17
link | responder a comentário | discussão

Gentleman
«Vou ficar "maravilhado" com o ressurgimento das contas poupança imigrante!»


Se ainda fossem "contas poupança emigrante" teria lido o seu comentário até ao fim...


Rui F
Certo. Admito.
Mas entendeu a ideia e isso é que conta.

Você é o espelho do governo: pensa que faz economia cortando a direito.

deixado a 22/12/11 às 15:17
link | responder a comentário | início da discussão

Ana
Caro Rui

Quando li o titulo do post do Daniel, concordei em absoluto com a ideia, quem chega ao poder é pessoal que não vê mais do que um palmo à frente do nariz.
Há muito que os lugares de topo e internédios do setor público foram imundados de gente sem mérito e competência, assim como na politica sobem aqueles que não passam de fazedores de conversa de café e ouvintes de conversa de taxistas.
A politica é uma ciência nobre mas atualmente está a ser praticada por uns aprendizes sem visão, incompetentes e mandatários de grupos de interesses. Com gente desta, o que saiem? Pérolas como a Emigração dos portugueses.
O Passos é cinico? Pessimista? Idiota? Passos é apenas um homem que diz o que pensa, o problema dele é ter pouca capacidade para pensar e uma visão miope e "emparedada".
Nestas alturas urgiam Grandes Homens, que rompessem com o pré-estabelecido e capazes de inovar, mas como não urgem, resta-te a ti, a mim  e a todos nós fazermos o melhor que possamos.
Ser Emigrante pode ser uma opção mas também ter alguma ideia de criação do proprio emprego pode ser outra, entre as dificuldades de enfrentar um pais diferente ou as dificuldades de virarmos cá dentro tudo é dificil e duro, uma coisa é certa - estamos por nossa conta e risco, quem nos governa e a quadrilha que anda à volta são incapazes de nos tirar do atoleiro.
Li a tua cronica de hoje, porque não criar um movimento a defender essa proposta?


Rui F
Passos não é apenas um homem. Seria em teoria no mínimo o 1º ministro, mas é um homem de recados não só da troika mas de muitos outros interesses que daqui a pouco surgirão.

Mas alguém no seu perfeito juízo neste país, vai criar o próprio emprego empenhando uma vida de trabalho aos Bancos? Vives onde?

deixado a 23/12/11 às 09:06
link | responder a comentário | início da discussão

Anónimo
Dizer que daqui a vinte anos as reformas vão valer metade não é uma previsão, é um objectivo político da cáfila que nos  (des)governa.

deixado a 22/12/11 às 12:21
link | responder a comentário

ani
 "pagamos as reformas de hoje porque acreditamos que pagarão as nossas no futuro."
Baseia a sua crença em algum acordo feito entre os futuros pensionistas e os futuros pagadores? 
Está a dizer-me que devemos ter um sistema de segurança social baseado no esquema das "rodas" que por aí se fazem? 
A resposta que daremos aos futuros devedores quando nos perguntarem porque têm eles uma divida tão grande à nascença é: fizemos tudo a pensar em vosso bem. 
"É que o sistema vive de uma ideia simples..."
A ideia pode ser simples, as implicações é que não.

deixado a 22/12/11 às 12:42
link | responder a comentário

Dédé
FINALMENTE UMA BOA NOTÍCIA
Passos anuncia que se vai embora em 2013.

http://aessenciadapolvora.blogspot.com/2011/12/finalmente-boas-noticias-passos-anuncia.html

deixado a 22/12/11 às 12:46
link | responder a comentário

Contumaz
É efectivamente o primeiro ministro dos 3 i's:

IDIOTA

IGNORANTE

INCOMPETENTE

deixado a 22/12/11 às 12:50
link | responder a comentário | discussão

Gentleman
Pronto, já ventilou. Agora pode passar aos argumentos lógicos e fundamentados.

deixado a 22/12/11 às 14:32
link | responder a comentário | início da discussão

Rui F
Eu acho que é mais um rating tipo Triplo I: Idiota, Idiota, Idiota

deixado a 22/12/11 às 15:36
link | responder a comentário | início da discussão

cafc

Influenciado por esta quadra, acredito que as três hipóteses se fundem, integralmente (qual “trindade”), numa só pessoa… O “senhor dos Passos”. A sua “anunciação” foi feita por um Ângelo e imediatamente, venerou e recebeu a “bênção” de uma Angela (a “bolinha de Berlim”, substituta das farófias). Porém, não se iludam, porque quem “manda” é o Gaspar, o “mago” das Finanças. Se o “menino anunciado e abençoado” molhar, demasiadamente, as fraldas, o “mago” transformar-se-á em Judas (alterando os tempos), reunirá com a Troika (Herodes, Anás e Caifás) e venderá o “senhor”.


Pilatos Cavacus lavará as mãos e o “Imperador César Financeiro” continuará a receber os impostos (cada vez mais) que lhe são “devidos”. Este “conto de Natal” é complicado e confuso?


Têm razão, porque (por “artes mágicas”) “misturou-se” com a Páscoa, em relação à qual não tenho um “conto”. Existe um “espectáculo” real neste “teatro de marionetas” em que o Mundo se transformou. O “Grande Manipulador do Universo” (“ventríloquo”, por excelência) exibe-nos os governantes globais. Estes mexem-se, conforme ele manobra os “cordelinhos” e abrem as bocas mas, o som vem do que está por detrás do cenário. E assim, os “espectadores” serão conduzidos ao “calvário global”, a menos que “afastem de si esse cálice”, cortem os fios que manipulam as marionetas e…


Boas Festas!


Carlos


deixado a 22/12/11 às 13:21
link | responder a comentário | discussão

A.R.A
CAFC

Como é óbvio não te poderia deixar passar incolume sem partilhar contigo o quanto fiquei "enternecido" com o teu conto de natal.

Mas ... (como sabes comigo ha sempre um mas) gostaria de te relembrar que o 3º ponto do Daniel, é, efectivamente aquele em que eu aposto ser o que prima pela verdade pois cada vez estou mais adepto de que a Doutrina de Choque é o garante de que através do medo as pessoas passem a comer e a calar agradecidas por ainda existirem.

Portanto, tu, Maquiavel não passas de um menino de coro da missa do galo perante o presepio que vai sendo montado a custa do medo e da resignação!

Contudo, deixo-te uma frase cheia de espirito natalicio acerca de um Homem que nasceu para má fortuna de uns quantos mas que serviu (e ainda serve) para a inspiração de muitos:

«Sonha e serás livre de espírito... luta e serás livre na vida»

Ernesto Guevara

Boas Festas para ti e para os teus

Aquele Grande Abraço Camarada
A.R.A






cafc

Meu caro amigo Pereirinha (A.R.A)


“Galo” é o que nós temos com esta situação mas, da qual, por acção ou omissão, não estamos isentos de culpas. E na senda da “misturada Natal/Páscoa” existem dois galos, com simbolismos antagónicos. O do Natal (cantando a “boa nova”) e não me importo de fazer parte desse “coro”. Porém, há o que cantou três vezes, na Páscoa, lembrando a outro Pedro que ele tinha “renegado o Mestre”. Neste cenário, que não é o do presépio mas, o da traição, violência e assassinato, já não participo no coro, nem como menino nem como velhote. Se os Povos renegados pelos seus “pedros”, cortarem os “cordelinhos” dessas marionetas, outro galo cantará…


Camarada, continuo a pensar que os três pontos do Daniel Oliveira são, todos, verdadeiros e não se contradizem. Constituem os vértices de um triângulo, faltando saber quanto mede cada um dos ângulos. E cada um deles é mais ou menos importante (depende das circunstâncias) para a execução da “Doutrina de Choque”. No fundo, todos somados, perfazem 180 graus (que é a “volta” que querem dar à Democracia e à Liberdade). Perante isto, retribuo com uma frase menos “natalícia” e que já utilizei muitas vezes:


«O medo de ser livre provoca o orgulho de ser escravo!»


Esta não resumirá o espírito “anti-natalício” do “Grande Manipulador do Universo”?


Boas Festas para ti, os teus e todos os Homens (e Mulheres) de boa vontade…


Beijocas das “minhas Mulheres”.


Aquele Grande Abraço Camarada.

Carlos


A.R.A
CAFC

Camarada, bem sei que o homem tem um "curriculum vitae" sofrivel para o cargo que ocupa mas, como sendo um politico de carreira, creio que de ingenuo ele tem pouco para responder sem pensar.

Talvez o "absurdo" da 2ª possibilidade se possa mesclar com os intentos da 3ª, mas, uma coisa é certa, nada é deixado ao acaso.

Mas ... como já li uma comparação feita (até que em fim) entre o teu conto e de Dickens, deixa-me colar-me a ti (qual emplastro) para te enviar uma frase do nosso Ebenezer Scrooge de má memoria para o país.

«A liberdade diminui à medida que o homem evolui e se torna civilizado." (Salazar)»
 
Att- Qualquer semelhança com a realidade dos nossos dias é ... mesmo propositado! (É o que dá quando um economista tenta ser ... filosofico)
 
Aquele Grande Abraço Camarada
A.R.A


cafc

Meu caro amigo Pereirinha (A.R.A)


Há uns tempos atrás, afirmei que o Gepeto foi promovido a Director Executivo de uma “multinacional financeirista”, com o objectivo de fabricar “Pinóquios globais” em série. Estava a “falar” a sério, embora pudessem pensar que era mais uma das “bocas anarco-esquerdóides” do camarada Carlitos. Mas, as “marionetas” que sucederam ao original já não tinham os “grilos falantes” (que lhes despertassem a consciência), nem a “fada” que os transformasse em Seres Humanos.


Camarada, até poderia concordar contigo sobre o “homem” mas, penso que ele é possuidor de uma ignorância muito acima da ingenuidade. E como me enviaste uma frase do “nosso Ebenezer Scrooge”, retribuo com uma adaptação “passista” de um discurso passadista:


Não discutimos o Capital Financeiro e a sua virtude.


Não discutimos o directório da União Europeia e a sua história.


Não discutimos o “austeritarismo” e os seus desígnios.


Não discutimos a “famiglia financeirista” nem a sua falta de moral.


Não discutimos a glória do trabalho e o seu dever… De dever ser escravo.


Beijocas de quem sabes.


Aquele Grande Abraço Camarada.

Carlos

deixado a 23/12/11 às 19:38
link | responder a comentário | início da discussão

Rui F
Carlos cafc

Com ou sem mono-multi casta, ou "mamando" vinho martelado com a mono-mão direita, inspiração é coisa impossível de taxar. Desta livras-te com distinção!

:-)

Abraços e beijos pra pirralhinhas.


cafc

Meu caro Rui F


Fico reconhecido pela distinção mas, não me arranjas um doutoramento “honoris causa” na Universidade de Évora?


Meu amigo, sem pretender estragar o “espírito natalício” (já bastam a Troika e os seus “adoradores”), em verdade te “digo” que o vinho martelado foi “patenteado” em Canaã e segundo “rezam as crónicas”, era o melhor de todos. Espero que a Cristas não leia isto…


Boas Festas.


Beijocas do bando.


Aquele grande abraço.


Carlos



Rui F
Carlos cafc

Eu se pudesse dava-te aqui na região 3 honoris: o da UE, o do Politecnico de Portalegre e o do Politecnico de Beja. E mantinha a tradição: como muitos dos honoris são para amigos e conveniências várias, estamos à vontade porque sou teu amigo!

abraço

deixado a 23/12/11 às 09:11
link | responder a comentário | início da discussão

Ana
Amigo Carlos
Um conto fabuloso, capaz de fazer inveja ao Charles Dickens, espero que o fantasma Marley apareça neste Natal a muitos dos teus protagonistas....

Um Feliz Natal à assembleia CC&Ps

Ana


cafc

Cara amiga Ana


Assim, não vale. “Inchei” mas, felizmente, apareceu-me o “fantasma” do Dickens que me colocou no “lugar certo”. De qualquer forma, agradeço o teu elogio que, embora imerecido, sei que foi sincero.


Amiga, quantos “Marley” seriam necessários? E penso que, se os “Scrooge” se arrependessem no Natal, no dia seguinte arrepender-se-iam de se terem arrependido. Não resisto a colocar três “links” (outra vez este número… ):


http://www.youtube.com/watch?feature=endscreen&NR=1&v=THcIa25lumE (http://www.youtube.com/watch?feature=endscreen&NR=1&v=THcIa25lumE)


http://www.youtube.com/watch?v=GrJZRovBvc8&feature=related (http://www.youtube.com/watch?v=GrJZRovBvc8&feature=related)


http://www.youtube.com/watch?v=xVYCgGqCR6k&feature=related (http://www.youtube.com/watch?v=xVYCgGqCR6k&feature=related)


O Tio Patinhas só se arrependeu quando “vestiu a pele “ de Scrooge. Depois, continuou a desempenhar o “papel” que Walt Disney lhe atribuiu.


Digamos que é uma espécie de prenda de Natal para as crianças e para os adultos que quiserem compreender.


Um Natal muito Feliz.


Abraços e beijocas da assembleia CC&Ps.


Carlos


deixado a 22/12/11 às 20:35
link | responder a comentário | início da discussão

carmo da rosa
 

Certamente que não ocorreu a Daniel Oliveira, mas talvez o nosso PM quisesse apenas dizer a verdade!

 

Apesar da Holanda ter a taxa mais baixa de desemprego da Europa e um dos melhores sistemas de reformas do mundo (até os chineses querem implementar o sistema holandês), ouvi frequentemente nos últimos dois anos os economistas e os políticos cá da praça alertarem a população para o problema das reformas. Segundo eles, se nada for feito (trabalhar mais tempo e descontar mais) não vai haver dinheiro que chegue para as próximas gerações.

 

Em contrapartida, sempre achei muito estranho que em Portugal, e no mesmo período, ninguém (à excepção do incansável Medina Carreira), e muito menos o ex-PM socialista, abordasse o assunto! Já não digo alertar, porque isso, como diz Daniel Oliveira “vai criar “angústia em milhões de cidadãos” ou “instalar o sentimento de insegurança” ou mesmo “os deprimir para as próximas décadas.”

 

Aqui está a explicação para o nosso silêncio, que faz com que, ao mesmo tempo, eu compreenda melhor e veja com mais simpatia a actuação do Eng. José Sócrates: os portugueses são como as crianças, o melhor é não lhes dizer a verdade que é feio… e muito menos à mesa do café.

deixado a 22/12/11 às 13:30
link | responder a comentário

JEM
Se calhar leu, por exemplo, no livro do Medina Carreira.

Aquele que há 5 anos atrás dizia que a situação de Portugal era insustentável. E que acertou.

Aquele mesmo de quem o Daniel disse que só dizia disparates. Mas, afinal, quem disse os disparates não foi ele.

Não perceber a insustentabilidade do actual sistema de pensões roça o analfabetismo.

deixado a 22/12/11 às 13:31
link | responder a comentário | discussão

JEM,

E o que tem o Bolota a ver com a insustentabilidade???O que tem o Bolota a ver que Duarte Lima , para apenas falar do mais bandido, ganhe uma subvenção vitalicia de 2, 700€???
Se o Zé drogado cometer qualquer tipo de crime, é-lhe cortado qualquer apoio do estado mesmo que seja de uns miseros euros.
Porque continua Duarte Lima a mamar o que eu nunca ganho nem ganharei por mes???


Gentleman
Longe de mim defender subvenções vitalícias a políticos. Mas pegue na reforma do Duarte Lima e divida-a por todos os pensionistas e, com sorte, talvez calhe um 2 cêntimos a cada um... por ano.


MetroidSamus
Mas não é só o Duarte Lima , pois não? E o problema não são apenas estas subvensões, pois não?

deixado a 22/12/11 às 20:56
link | responder a comentário | início da discussão

E quantos Duartes Limas existem??? Meia duzia de nomes: Duarte Lima, Dias Loureiro, Cavaco Silva, Assunção Esteves, Mira Amaral, AJJardim e até dou de barato Odete Santos se quizer.

Todas estas reformas principescas somada...

deixado a 23/12/11 às 16:51
link | responder a comentário | início da discussão

Albano
Não me digas que ganhas mais do que a Odete Santos!

deixado a 22/12/11 às 14:52
link | responder a comentário | início da discussão

Zebedeu Flautista
Sem querer defender o pulha do Duarte Lima ou a obscenidade da forma de obtenção dessas subvenções vitalicias acha que se lhe pode tirar a prestação individualmente?
Cuidado com esses raciocinios senão daqui a pouco o Passos ainda anda a tirar reformas a afiliados da CGTP que para ocupar o tempo e visto estarem de boa saude pois reformaram-se nos cinquentas vão barrar comboios. É só aprovar ai uma lei contra o terrorismo, arranjar uns juizes amigos e deixar a bota do estado trabalhar a vontade.
Já se alguem esta a receber um subsidio tipo RSI pode ser retirado arbitrariamente dentro dos parametros definidos por lei. São coisas diferentes.
Quanto a sustentabilidade e diminuição das reformas isso já começou e não é novidade. O Socrates não podia só ter feito merda, acertou nalguma coisa e lá se introduziu o factor da sustentabilidade. Trabalhas mais e recebes menos :(

deixado a 22/12/11 às 21:48
link | responder a comentário | início da discussão

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador