Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arrastão: Os suspeitos do costume.

Um país em estado de sítio

Sérgio Lavos, 20.01.12

 

«Serviços de internamento cheios obrigam a pôr doentes nos corredores do Sta. Maria.

 

Uma fonte próxima da principal unidade do Centro Hospitalar de Lisboa Norte (CHLN) disse mesmo ao PÚBLICO que “o Hospital de Santa Maria virou um autêntico hospital de campanha” nos serviços de internamento, “porque é o cenário que mais se assemelha à realidade vivida nestes serviços nos últimos tempos”

 

 “Além dos 21 utentes que podem receber em camas no internamento, quase todos os serviços estavam com 10 utentes internados ao longo do corredor numa maca”

 

José Pinto da Costa apontou ainda a crise como outra razão para o excesso de afl uência ao hospital, que levou a que muitas pessoas deixassem de ter um seguro de saúde.» 

 

 

De realçar o falhanço da estratégia do antigo gestor da Medis, Paulo Macedo, para convencer os utentes a recorrerem aos serviços de saúde privados, destruindo assim o SNS. Por causa da crise, e mesmo com um agravamento brutal das taxas cobradas pelos serviços de saúde públicos, não há dinheiro para CUF's ou Hospitais das Luzes. Só os ricos continuam a poder ter esse privilégio. Em tempos de acelerado empobrecimento, as desigualdades sociais crescem ainda mais no país mais desigual da UE.

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Sérgio Lavos 20.01.2012

    Portanto, a Ana Luísa desmente a fonte do Hospital e o assessor de imprensa? É isso? Eles afirmam claramente que a situação é pior por causa do encerramento das urgências do Curry Cabral e do acréscimo de utentes que deixaram de poder pagar seguros de saúde, mas a Ana Luísa é que sabe do que fala.
    E pode estar descansada com a minha saúde, o meu ódio a estes políticos que estão a destruir um país (que já estava longe de ser perfeito) só me dá mais força.
  • Sem imagem de perfil

    Ana Luisa 20.01.2012

    Conheço a realidade e sei que sobretudo no Inverno as urgências ficam a arrebentar pelas costuras. Não será agora, porque  as pessoas não pagam o seguro de saúde ou por as taxas terem subido ligeiramente ,que a afluência aumentou. Não sabe como a Comunicação Social  funciona?  Sejamos realistas e não é correcto fazer análises sem conhecer o problema a fundo.E mais poderia dizer mas não vale a pena porque o Sergio não aceita qualquer comentário contrário à sua  douta opinião. 
  • Sem imagem de perfil

    José Peralta 21.01.2012

    Para si, Ana Luísa, (e alegre-se, não está só !) a Comunicação Social "funciona" assim :- Quando torna públicos, como lhe compete, os autênticos atentados à Saúde, ao bolso dos cidadãos, as fraudes do BPN, os pintelhos (45.000 !) "dourados" do Catroga, está a mentir, está arregimentada pela Oposição, etc. etc.

    Quando noticía uma "oportuna inauguração", um qualquer acontecimento, "até vêr"...favorável a estes títeres que "se" governam, ah, aí sim, que C. Social patriótica, que só diz a verdade...

    E, como "conhece a realidade", ao contrário da fonte autorizada do Hospital, (que ignorantes !), é o Inverno o culpado, porque, é claro, estamos no Inverno. Mas se fosse no Verão, o culpado, também é claro, era o Verão...

    Ah ! E é "verdade" ! As taxas...subiram ligeiramente, a juntar aos transportes, ao bens alimentares, etc. etc. etc. etc................e etc.
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.