Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arrastão: Os suspeitos do costume.

A dívida alemã, por Manuel António Pina

Sérgio Lavos, 31.01.12

"Gostaria de ver os arautos dos "mercados" que moralizam que "as dívidas são para pagar" (no caso da Grécia, com a perda da própria soberania) moralizarem igualmente acerca do pagamento da dívida de 7,1 mil milhões de dólares que, a título de reparações de guerra, a Alemanha foi condenada a pagar à Grécia na Conferência de Paris de 1946.

 

Segundo cálculos divulgados pelo jornal económico francês "Les Echos", a Alemanha deverá à Grécia em resultado de obrigações decorrentes da brutal ocupação do país na II Guerra Mundial 575 mil milhões de euros a valores actuais (a dívida grega aos "mercados", entre os quais avultam gestoras de activos, fundos soberanos, banco central e bancos comerciais alemães, é de 350 mil milhões).

 

A Grécia tem inutilmente tentado cobrar essa dívida desde o fim da II Guerra. Fê-lo em 1945, 1946, 1947, 1964, 1965, 1966, 1974, 1987 e, após a reunificação, em 1995. Ao contrário de outros países do Eixo, a Alemanha nunca pagou. Estes dados e outros, amplamente documentados, constam de uma petição em curso na Net reclamando o pagamento da dívida alemã à Grécia.

Talvez seja a altura de a Grécia exigir que um comissário grego assuma a soberania orçamental alemã de modo a que a Alemanha dê, como a sra. Merkel exige à Grécia, "prioridade absoluta ao pagamento da dívida."

5 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 31.01.2012

    E eu gostava de saber quanto dinheiro a Grécia já deu à Alemanha desde a integração na CEE (fora o dinheiro que deu a ganhar em contratos sujos para compra de armamento alemão por exemplo).
    Como o zé não está a par do funcionamento da UE, vou-lhe explicar. Em todos os países uma parte do IVA reverte para o pote europeu. Recolhido o dinheiro, o pote é distribuído a todos os países que retiram aquilo que lhes é permitido por candidaturas a programas e fundos. Não retiram todos por igual pois as necessidades e deficiências entre os países são diferentes (exemplo, um país com uma agricultura desenvolvida retirará pouco do pote em comparação com outro país que esteja atrasado).
    Resumindo, todos aqueles que vêm falar do "dinheiro que país X deu a país Y da UE" não são mais que idiotas inúteis que não entendem que o país X e Y metem igual percentagem no pote e têm direito a ir buscar dinheiro ao pote.
  • Sem imagem de perfil

    Jose Basilio 01.02.2012

     Fala-me, seu idiota inútil, em net payers e net receivers e depois conversamos.
  • Sem imagem de perfil

    Como? 01.02.2012

    Idiota inútil?
    Mas como é possível um filho da mãe pro-alemão aparecer aqui a insultar outros?O fdp é neoliberal ok.Mas agora também parece que quer gritar heils a Merkel e cambada?
  • Sem imagem de perfil

    José Basilio 02.02.2012

    @Como?

    Leia o comentario do amonimo e percebera a razao do "idiota inutil".

    Quanto ao resto do seu comentario,enfim,que dizer:Avante Camarada!
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.