Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arrastão: Os suspeitos do costume.

A terra a quem a trabalha

Sérgio Lavos, 26.02.12

 

Uma apoiante da "arbitrária e ilegal" Reforma Agrária surge, movida pelo soundbyte e aproveitando a entrevista concedida para limpar a imagem construída ao longo de uma semana de oração em favor da chuva. Parabéns ao assessor que se lembrou de semelhante ideia; durante alguns dias não se irá falar de outra coisa, mas como o plano é para demorar 4 ou 5 anos a concretizar, nunca irá ser feita a prometida entrega das terras "sem dono" a quem a quer trabalhar*. 

 

*Não vou especular sobre quem serão, para a ministra Cristas e para um Governo ultraliberal, as pessoas que irão cultivar as terras "sem dono". Mas algo me diz que ela não está a pensar em cooperativas, trabalhadores desempregados ou pobres. Há tanto latifundiário com casa em Lisboa e no Porto e fazenda no interior que precisa do apoio do Governo que dificilmente será quem precisa a usufruir de tal (hipotética) oportunidade... 

39 comentários

Comentar post

Pág. 1/2