Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arrastão: Os suspeitos do costume.

Sobre as prioridades do Governo

Sérgio Lavos, 11.04.12

Ler este delicioso texto da Morgada de V. Um excerto:

 

"Fast forward para o presente: Portugal, 2012. A Troika ocupou o país. Aconselhado pelos burocratas da Comissão Europeia e do FMI, o ministro da Saúde fecha hospitais e maternidades. Relatos na imprensa dão conta de gente a morrer com cancro por não conseguir pagar os tratamentos. O povo deixa de ter dinheiro para as urgências. Estar de baixa passa a ser um luxo reservado a doentes ricos. Comer também: criancinhas vão para a escola sem terem jantado, e pequeno-almoço, viste-lo. Mas o Governo está atento à saúde dos menores: vai proibir os paizinhos de fumar no carro, e exigir além disso a colocação de “advertências mais explícitas nas embalagens que mostrem e exemplifiquem as consequências do tabagismo na saúde”, Paulo Macedo dixit. Não sei o que é que este ministro anda a fumar, mas deve ser MUITO fixe."

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    web/sniper 12.04.2012

    Pelo contrário, tem importância ser onde é... ou vir donde vem.
    O beato puritanismo conservador defende as mesmas regras, os mesmos comportamentos, "cá como lá".
    Passos não diverge muito de Cameron, excepto, nas questões de soberania face aos ditakts de Merkel para a UE. O "novo" Tratado Europeu é mais um exemplo acabado dessa excepção. Os portugueses nunca desfrutarão de uma (única) oportunidade para votar <b>directamente</b> sobre os destinos da Europa...
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.