Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arrastão: Os suspeitos do costume.

A cratera do BPN e os nossos sacrifícios

Daniel Oliveira, 28.12.12

Soubemos este fim de semana, através de uma investigação do Expresso e da SIC, que há mais de 500 clientes do BPN com dívidas superiores a meio milhão de euros em incumprimento total. Estarão em causa três mil milhões de euros. Os maiores devedores são empresas e offshores ligados ao grupo SLN. Em particular, uma empresa de Emídio Catum e Fernando Fantasia (que pertenceu à comissão de honra de Cavaco Silva).

 

Estas dívidas são às três sociedades veículo criadas pelo ministério das Finanças, que deixaram para o Estado os problemas do BPN (o que se safava ficou para a SLN ou foi privatizado). Como grande parte destas dívidas correspondem a garantias insuficentes ou nulas, é provável que este dinheiro nunca venha a ser pago. O buraco totaldeixado pelo BPN pode chegar aos sete mil milhões de euros.

 

Uma dívida de três mil milhões, dois terços do que o governo quer cortar em educação, saúde e reformas. Sete mil milhões de buraco, quase o dobro.

 

Bem sei que o primeiro-ministro disse que ninguém ficará de fora dos sacrifícios. Mas num País que se leve a sério ninguém pode descansar enquanto todos os responsáveis por estes negócios não estiverem atrás das grades. Numa democracia madura ninguém pode aceitar qualquer sacrifício enquanto os que enriqueceram e deixaram esta cratera para os contribuintes pagarem tivere uma punição exemplar. É inacreditável, mas um dos principais arquitetos desta monumental vigarice é conselheiro próximo do primeiro-ministro e os restantes, com exceção de Oliveira e Costa, andam por aí. Só que até pagarem tudo, cada cêntimo que eu dê ao Estado é um cêntimo a mais.


Publicado no Expresso Online

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Harmódio 28.12.2012

    Não será antes não existir uma população com um mínimo de exigência ética? 

  • Sem imagem de perfil

    nem por isso 29.12.2012


    mandámos o pedro caldeira para a cadeia e a doNA branca 20 anos antes do Madoffe...

    também ainda ninguém condenou nenhum ceo de agência de notação pelas bolhas dos 80's 90's 2000
    2008 ...enron etc

    bolha imobiliária da florida anos 20 do japão...etc

    quem pagou foram 2 triliões em fundos de pensões...

    as classes médias de dúzias de países
    principalmente ocidentaes

    e toda uma banca sem créditos e com muito dinheiro para aplicar das poupanças dos cidadãos na america

    logo...pagou quem um bode expiatório?

    se bem me lembro os muito ricos salvo casos excepcionais no Dubai e alhures ficaram fora da prisa

    excepto os que faliram e não fugiram
  • Sem imagem de perfil

    Harmódio 29.12.2012

    Um caso de alguém que levou um castigo simbólico prova que temos um povo com sentido ético? Ou será as falhas de outros lá fora que provam a nossa virtude? 
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.