Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arrastão: Os suspeitos do costume.

A fraude da austeridade

Sérgio Lavos, 28.04.13









Stephen Colbert convidou para o seu programa o estudante de economia que pôs a nu uma das maiores fraudes académicas recentes, o trabalho dos economistas de Harvard, Rogoff e Reinhardt, usado desde 2010 como justificação para a austeridade, e que continha erros crassos de Excel e manipulações grosseiras de dados. A ler também este artigo do El País:

"Cuando la deuda de un país supera el 90% del PIB, el crecimiento de la economía es inviable. El aserto, nacido de dos cerebros de Harvard y sobre el que se asientan las políticas de austeridad que están a punto de dinamitar los pilares del Estado de bienestar en medio mundo, ha resultado tan falaz como las armas de destrucción masiva que sirvieron para justificar la invasión de Irak.

“Es exagerado hacer la comparación, pero acepto la analogía porque es cierto que se están adoptando políticas a partir de premisas que son falsas”. Quien habla es Thomas Herndon, el estudiante de 28 años que, en su camino para sacarse un doctorado en Economía en la Universidad de Massachusetts, ha desenmascarado la mentira macroeconómica más significativa de los últimos años, y sobre la que EE UU y Europa se han apoyado en su campaña por la austeridad fiscal y el recorte drástico del gasto. (...)"

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 28.04.2013

    ena, hoje passaste o dia na wikipedia à procura de palavras novas. pena é não saberes o seu significado; nem sequer os termos consagrados em português.
    és um verdadeiro pós-modernista.

    "Sim havia um erro. Ok. (...) Não são os 0.6% de diferença entre uns e outros que mudam as conclusões"
    não são só 0.6% de diferença, não te faças de parvo. ser serviçal do psd tem de ter limites (no teu caso o limite não é fazer figuras tristes em público, não é mentir, mas um dia destes ainda vamos descobrir qual é).

    o problema é que a tua ideologia neoliberal não se aguenta nas canetas no mundo real: quiseram dar um ar científico à coisa, mas nem isso souberam fazer como deve ser.

    vai lá dar beijinho ao dono. vai dar beijinho ao dono. quem é o cãozinho mais lindo do relvas? quem é? é o olimpopó. dá a patinha ao dono. dá.
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.