Segunda-feira, 31 de Maio de 2010
por Sérgio Lavos


Alguma direita revela-se nos momentos críticos. Quando podia finalmente tomar uma posição que fortalecesse o apoio que costuma dar a Israel, criticando o sanguinário erro das forças israelitas, como tanta gente por esse mundo fora fez, da esquerda (Obama, Zapatero) à direita (Merkel, Sarkozy), decide hastear bandeiras, mimetizando um hábito provocatório recente, fazer pungentes declarações de amizade luso-israelita (certamente bastante apreciadas pelo governo de Netanyau) ou assobiar para o lado publicando vídeos de horrorosos empurrões para o mar ou fotografias de muçulmanos empunhando adagas, a mais perigosa arma de ataque conhecida pelo Homem.

Mais de dez mortos. Trinta feridos. Um barco cheio de ajuda humanitária a caminho de uma região fechada ao Mundo interceptado em águas internacionais. E eles não só tomam o partido do mais forte como querem-nos convencer de que este é o mais fraco. Esta direita não age em função de uma amizade ou afinidade cultural, como tanto gosta de apregoar. Os verdadeiros amigos apontam os defeitos, dizem as verdades, denunciam quando é caso disso. Esta direita age de acordo com algo muito mais primitivo: o preconceito anti-islâmico. Que esse preconceito sirva um Estado opressivo - Israel - surgido como resposta ao pior genocídio da História, não é apenas irónico; é, sobretudo, trágico. O povo judeu pode dispensar este tipo de amigos.

por Sérgio Lavos
link do post | comentar | partilhar

71 comentários:
LGF Lizard
San Remo Manual on International Law Applicable to Armed Conflicts at Sea, 12 June 1994

Sec. V (a)
67. Merchant vessels flying the flag of neutral States may not be attacked unless they:

(a) are believed on reasonable grounds to be carrying contraband or breaching a blockade, and after prior warning they intentionally and clearly refuse to stop, or intentionally and clearly resist visit, search or capture;

deixado a 31/5/10 às 22:58
link | responder a comentário

Carlos Marques
Obama condenou? Onde? O que li foi que os EUA estavam à espera de mais informação para se pronunciarem. O Obama faz cara feia, mas essa é a única diferença visível no tratamento a Israel, comparando com o Bush.

deixado a 31/5/10 às 23:06
link | responder a comentário

Sérgio Lavos
Fez cara feia, por enquanto, mas olhe que a nossa direita blogueira nem isso.

deixado a 31/5/10 às 23:10
link | responder a comentário

eh, eh, eh, que riso melodramático ao ler "a esquerda Obama"

cuidado com as críticas ao Sionismo, porque só são higienicamente aceites até ao ponto em que não ligam a doutrina racista e religiosa de Israel ao lobie sionista dos Estados Unidos que são quem efectivamente comanda e despeja biliões em ajudas em cima deste bando de assassinos

deixado a 31/5/10 às 23:12
link | responder a comentário

Sérgio Lavos
Sabe inglês? Se sabe deve reparar que esta regra só se aplica se um navio neutro entrar em águas territoriais do país supostamente agredido, e tem de haver provas de que transporta "contrabando". Nenhuma destas condições existiu neste caso.

deixado a 31/5/10 às 23:12
link | responder a comentário

Grilo
1. Nunca mais entro no 31.
2. Obama ou Obush? Ou será Bushama?

deixado a 31/5/10 às 23:16
link | responder a comentário

[...] This post was mentioned on Twitter by Arrastão, Rede TubarãoEsquilo. Rede TubarãoEsquilo said: A máscara: Alguma direita revela-se nos momentos críticos. Quando podia finalmente tomar uma posição que fortalece... http://bit.ly/aZLWDq [...]

deixado a 31/5/10 às 23:20
link | responder a comentário

LGF Lizard
Sei. E qual é o problema em supor que os tais "activistas da paz" (a maioria anti-israelitas fanáticos) iriam trazer algum artigo de contrabando? Por isso é feita a tal abordagem e inspecção. Mas você claramente "esquece-se" que a tal "frota da paz" estava em plena ZEE israelita, ou seja é obrigada a obedecer ás ordens israelitas, segundo, na abordagem, os esperava-se que os tais "activistas da paz" não resistissem violentamente à abordagem dos comandos israelitas, ferindo 6 deles (2 estão estão em estado crítico), obrigando os restantes a usar força letal para sobreviver.
Como é que supostos activistas pacíficos se lembram de resistir à força contra comandos e esperar que estes não usem a força para sobreviver e concluir a sua missão?

deixado a 31/5/10 às 23:20
link | responder a comentário

Carlos Marques
Pois, mas a ideia que dá é que os falcões israelitas têm andado a mangar com o Obama - o anúncio de novos colonatos na cara do Biden então foi cá um desplante.

Tirei isto do NY Times:

President Barack Obama voiced "deep regret" over the raid and "expressed the importance of learning all the facts and circumstances" surrounding the incident.

"Deep regret" não é nada. Ia dizer o quê: "great joy"?

deixado a 31/5/10 às 23:20
link | responder a comentário

Obama

pois claro

definitiva mente

deixado a 31/5/10 às 23:23
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador