Segunda-feira, 26 de Junho de 2006
por Daniel Oliveira
Kofi Annan leu, telefonou ao Bill e disse que vinha da parte do Paulo.

Actualização:

Paulo Gorjão não ficou zangado por ser comparado a Nuno Rogeiro, o que me parece óptimo, porque a intenção não era ofende-lo. Mas, mesmo sem estar zangado, reage com alguma violência: «o que me deixaria furioso era que me comparassem a Daniel Oliveira...», revela. Confesso que desde os meus nove anos que não levava uma bolada tão certeira. Não que eu achasse justo a comparação entre nós os dois. Não, valha-me Deus.

O Paulo – se ele me permite a familiaridade do tratamento – tal como Nuno Rogeiro, move-se pelos corredores do poder, conhece toda a gente e tem informações seguras vindas de quase todo o lado. Tem amigos do PSD e do PS e conta-nos em surdina o que vai acontecer. Nem sempre acerta. Quer dizer, quase nunca acerta. Mas sabe para onde isto vai. Do Minho a Timor, conhece quem manda e quem manda faz-lhe confidências. Da diplomacia portuguesa, sempre no epicentro dos grandes acontecimentos internacionais, aos ministérios que valem alguma coisa, passando por Belém e São Bento, Paulo move-se com a mestria de uma eminência parda do regime. E o doutor Paulo, que não é dado à mesquinhez de guardar para si os segredos que fazem rodar o Mundo, manda recados a governos, dá conselhos à ONU, a Alkatiri, a Xanana, a Cavaco, a Sócrates, sempre em tom amigo e condescendente.

Explica-nos com gravidade o que a espuma dos dias esconde. O seu detector de «spin doctor», emprestado por Pacheco Pereira, revela as malhas com que se fazem as notícias. Sim, porque Paulo Gorjão também conhece os corredores dos jornais e das assessorias de imprensa. Também é raro acertar, mas o detector que todos temem está lá.

Começa os seus posts com um «sejamos claros» e termina-os com um «está tudo dito», esmagando-nos a sua definitiva clareza. Avalia com ponderada justiça cada movimento de cada protagonista político. Tal como Nuno Rogeiro, leva-se imensamente a sério e acredita que nos corredores do poder se bebem as suas palavras. E tem razão. Nunca ninguém ouviu «Paulo quê? não estou a ver.»

E por isso, de facto, seria disparatado alguém, por maldade, comparar Paulo Gorjão a este badameco que, humilhado, aqui vos escreve. Quem sou eu, que raio, para merecer tanto? Um "sujeito" que participa em coisas inqualificáveis, como muito bem me define o doutor Paulo. Vivo na lama da cultura pimba e na lama da cultura pimba morrerei. Sem a respeitabilidade soporífera da academia desta província, vivo resignado à ideia de que o que escrevo de pouco serve. Resignado a nunca passar de um “sujeito” inqualificável.

Ainda assim, tenho uma pequeníssima vantagem em relação Paulo Gorjão. Não é a humildade, mal de que nunca padeci. É ainda mais insignificante do que isso: algum sentido do ridículo num país cheio de estagiários que escrevem banalidade sempre em bicos de pés.

por Daniel Oliveira
link do post | comentar | partilhar

14 comentários:
Daniel Oliveira
Ou arrastado, está a falar de que? Agora é moda inventar que os posts não são publicados? É para ver se pega?

deixado a 28/6/06 às 17:46
link | responder a comentário

arrastado para a cova da moura
Que democracia a tua ó Oliveira!! Não se colocam posts contrários à tua opinião... Por que será? E dizes tu que és democrata... O Salazar não faria melhor...

deixado a 28/6/06 às 16:57
link | responder a comentário

sdm
"Começa os seus posts com um 'sejamos claros' e termina-os com um 'está tudo dito', esmagando-nos a sua definitiva clareza." (Daniel Oliveira)

Sejamos claros: os posts de Paulo Gorjão não são apenas o princípio e o fim; são também o meio, que é onde ele sempre usa a expressão "dito isto".
E está tudo dito.

deixado a 27/6/06 às 16:41
link | responder a comentário

Antonio Vaz
O Paulinho é capaz de ser o maior ESTAGIÁRIO de todos os tempos!

Nisso, temos de lhe tirar o chapeu!

Ahahahahahahahahahahahahaha

deixado a 27/6/06 às 13:12
link | responder a comentário

a.pacheco
Paulo quê?......

deixado a 27/6/06 às 11:20
link | responder a comentário

Lowlander
Muito bem apanhado, especialmente o "Sejamos claros"... fartei-me de rir com o post original e a adenda esta ainda melhor.

deixado a 27/6/06 às 11:17
link | responder a comentário

Mijer
MT BEM! Daniel quÊ?!?!

deixado a 27/6/06 às 01:02
link | responder a comentário

Saloio
Ó Daniel, deixe-os falar. O que eles dizem vale o que vale...quase nada.

deixado a 26/6/06 às 23:31
link | responder a comentário

RPO, injusto porquê?
O Paulo Gorjão levou uma enorme tareia do Adelino Gomes e de um advogado (não me lembro do nome) no último 'expresso da meia-noite', mesmo assim acho que não percebeu, mas lá que estava a precisar, isso estava!

deixado a 26/6/06 às 23:30
link | responder a comentário

Anónimo
O Paulo Gorjão que faz?
Ão ão, não que é de cão,
Miau? não que é de gato
Gorgeia, que é de gorjão
o Paulo que passeia
o favor da assembleia
cheinha de má política
no corredor da bloguítica.

EV

deixado a 26/6/06 às 22:31
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador