Sexta-feira, 28 de Maio de 2010
por Bruno Sena Martins
"Se as eleições fossem hoje, o PSD estaria perto da maioria absoluta"

A densificação do cenário que poderá levar o PSD a aspirar a uma maioria absoluta diz-nos três coisas:

1- É altura do PS começar a pensar a sério no sucessor de Sócrates (dado o deserto criado pelo seguidismo ao Primeiro, não há vivalma "socialista" com um perfil minimamente insuflado, convém, por isso, que os ratos comecem a pensar em abandonar o barco a fim de voltarem com aquela réstia de dignidade que se reconhece aos que desertam antes de iniciar a a grande tempestade);

2- É altura de a esquerda acertar agulhas pensando numa coligação capaz de travar o tresloucado deslumbramento neoliberal de Passos Coelho (coitado, leu Friedrich Hayek quando o mundo não lhe podia dar menos razão, sortudo, leu Friedrich Hayek quando Portugal deixou de se importar);

3- É altura de Paulo Portas perceber que enquanto Passos Coelho estiver no PSD apenas lhe restam restam duas missões: a gloriosa tafefa de malhar nos emigrantes; a missão histórica de compor o épico nostálgico sobre o tempo em que os gays não podiam casar e em que as mulheres não podiam abortar. Enfim, cada época tem o Camões que merece.

por Bruno Sena Martins
link do post | comentar | partilhar

37 comentários:
Lamento, caro Augusto, mas tenho de discordar e faço-o colocando duas questões que envolvem isto: "até porque a mais grossa fatia do orçamento é paga com fundos da CEE que ou são utilizados para este efeito ou perdem-se."


1ª - depois das exigências da UE que resultaram nestas medidas de austeridade, não acha estranho que até aumentem os fundos para tal obra?

2ª - acha mesmo que se a construção do TGV fosse nacional, a Alemanha e a França não só permitiriam que a obra fosse para a frente como ainda decidiam aumentar os fundos?

Sabe, eu tento estar bem informada, não quer dizer que o consiga, mas também tenho a terrível mania de lavar a cara sempre que me atiram areia para os olhos.

deixado a 28/5/10 às 19:10
link | responder a comentário

Manuel Monteiro
Desculpe lá uma coisa: o Paulo Portas vai continuar a barafustar contra os casamentos gay?
Mas o homem é masoquista ou quê?
MM

deixado a 28/5/10 às 18:46
link | responder a comentário

Augusto
A a sondagem da Marktest prima pela falta de rigor


Sondaram 804 pessoas

Só responderam 120 ( ATENÇÂO 120) 15%

A esses 120 ainda se retiram aqueles que dizem votar branco e nulo.

Realmente sondagens assim só de encomenda.
___________________________________
Outro assunto a proposta do BE , é que a prioridade deveria ser dada á recuperação urbana, mas o TGV não é o bicho de sete cabeças que querem fazer querer, até porque a mais grossa fatia do orçamento é paga com fundos da CEE que ou são utilizados para este efeito ou perdem-se.

Mais o PCP e o BE apresentaram duas propostas de resolução que pretendiam:

O reforço do investimento publico na melhoria do transporte ferroviario, e sua modernização, para uma melhor utilização dos seus meios para o transporte de passageiros e MERCADORIAS.

A substituição do modelo de CONCESSÂO A PRIVADOS, pela gestão PUBLICA.

Estes dois projectos foram derrotados pelos do costume

PS-PSD-CDS

Afinal certos ditos votantes do BE ( serão....) deveriam tentar estar melhor informados.

Aliás o transporte ferroviario de mercadorias é de primeira necessidade, o transporte rodoviario de mercadorias, alem do preço, tem enormes custos ambientais.

deixado a 28/5/10 às 18:40
link | responder a comentário

da Maia
As sondagens são o que um homem quer...
eu prefiro ver o que se diz aqui e ali, o pessoal no café, no emprego, os amigos - essa é a melhor sondagem.
As outras são apenas produtos comerciais importados!

deixado a 28/5/10 às 19:20
link | responder a comentário

baudolino
a concorrência faz mesmo melhor: http://blasfemias.net/2010/05/28/os-amigos-da-mota-engil/

deixado a 28/5/10 às 19:45
link | responder a comentário

Rui F
“…É altura do PS começar a pensar a sério no sucessor de Sócrates…”
Eu diria mais, Bruno: O PS que se prepare que vem aí a purga da boyarada.
Complementando o que diz o #6 António Cunha (só fala pela metade), os parasitas privados começam a empurrar-se á porta da instituição Estado

Quanto ao sucessor dentro do PS, não há, ou se há, será sempre alguém que se diz que não teve nada a ver com o regabofe anterior. Será mais do mesmo PS MATREIRO que irá usar o socialismo como bandeira e o “xupismo” como acção.

“…É altura de a esquerda acertar agulhas…”
Era bom mas não vai ser assim, Bruno.
Desculpa a falta de modéstia, mas gajos da esquerda como Eu e como o A.R.A são uma relíquia.

“…Paulo Portas…”. Ele – PP – já sabe isso desde que o Passos o canibalizou.


Posso lançar um palpite?
Cá vai…acho que o Passos Coelho – e afins – vão querer "namorar" o Bloco de Esquerda.
Tem todas as razões para querer um Bloco fortalecido á conta da queda do PS.
Convenhamos...a verdadeira ala esquerda do PS tem afinidade com o Bloco

Palpita-me…

deixado a 28/5/10 às 16:26
link | responder a comentário

« A densificação do cenário que» o Bruno Sena Martins aqui traçou, leva-me a aspirar a uma oportunidade de sair deste país o mais depressa possível.

:(

deixado a 28/5/10 às 14:35
link | responder a comentário

miguel andrade
tempos difíceis se aproximam mas de definição à esquerda.
se nas últimas eleições, propostas moralmente liberais não foram suficientes para cativar o eleitorado de esquerda votou bloco/cdu, depois do segundo governo sócrates/ppc, só haverá uma coisa que dará votos de esquerda a sócrates: o medo da maioria PSD...
mas tempos difíceis, sim...

deixado a 28/5/10 às 14:37
link | responder a comentário

Lisboeta
O papel histórico dos "mencheviques" foi sempre esse: abrir as portas à Direita. Porquê fingir que o PS, com ou sem Sócrates, pode ter outra missão ?

deixado a 28/5/10 às 14:41
link | responder a comentário

Bolchevike
Claro, depois da coligação dos bloquistas, comunistas, socretinos, banqueiros, construtoras, capital externo, há que dá lugar a uma maioria que defenda o povo da espoliação sucialista e da tosquia fiscal.

A «esquerda actual» é o melhor seguro de vida dos capitalistas.

Tou certo ou tou errado?

Já não bolchevismo como havia antigamente...

É do nestum e dos frangos de aviário como diria o nosso amigo Evo Morales...

deixado a 28/5/10 às 14:45
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador