Terça-feira, 28 de Agosto de 2007
por Daniel Oliveira
Há professores com leucemia que morrem a dar aulas porque a burocracia não os deixa ir para a reforma. Há professores capazes, exemplares e com vontade de trabalhar que são mantidos em casa à força. Já por aí se escreveu sobre o inenarrável caso de Luísa Moniz. Mas nem assim o nó kafkiano a que está atada se desfaz. Esteve entre a vida e a morte duas vezes. Ficou, por causa da recuperação, um ano lectivo de baixa. Era directora da escola básica Luiza Neto Jorge, em Marvila. Sobre o trabalho que deixou boas memórias em alunos e pais os serviços só escreviam mais do que elogios. Mas quando regressou à escola para ocupar o cargo para o qual fora eleita, estava no seu lugar um colega. Luísa foi mandada para casa. A presidente do Conselho Executivo, seguramente especialista, dizia que, ao contrário do que afirmava o médico que a autorizara a regressar ao trabalho, ela não estava bem. Não estava bem da cabeça. Ao bom estilo estalinista, mandou-a para uma Junta Médica Psiquiátrica. Luísa, que além de competente tem todo o sentido da dignidade, recusou a humilhação e recorreu a um tribunal. Está há um ano sem trabalhar e a receber. Não tem nenhum problema psiquiátrico. É competente e isso é coisa que não compensa. Nas escolas portuguesas? Só se esforça quem for maluco.
tags:

por Daniel Oliveira
link do post | comentar | partilhar

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador