Sexta-feira, 31 de Agosto de 2007
por Daniel Oliveira



É coisa rara vir uma notícia destas do matadouro do Texas: a pena de Kenneth Foster, um homem condenado à morte sem que tivesse matado alguém, foi comutada. Pela especial barbaridade da sentença (ele estava no carro quando, durante um assalto, o seu amigo matou um homem), Foster, preso desde os 19 anos, transformou-se num símbolo contra o homicídio que tem o Estado como mandante.

Pela sua frieza, por ser cometido em nome da "justiça" e por fazer de todos os cidadãos seus cúmplices, a pena de morte é dos piores crimes com que a humanidade convive. Desta vez salvou-se uma vida. Foster seria o 401º cidadão assassinado pelo Estado do Texas, desde 1982, quando a pena de morte foi reintroduzida. 152 execuções tiveram a assinatura do actual Presidente George Bush.

Ver blogue e site dedicados a Kenneth Foster.

tags:

por Daniel Oliveira
link do post | comentar | partilhar

11 comentários:
Mafuta
O matadouro da China nunca recebeu tal reflexao.
O da antiga URSS ninguem falou nem fala até hoje.
O da Coreia nao se pode porque supsotamente nao de sonhece.
O de Cuba só tem o problema de Guantanamo quando faz 15 anos que nem CV pode visitar as outras ao lado.
O ditador angolano passou a se-lo apos o final do internacionalismo proletario, até lá era o MPLA o libertador dos povos.A invasao cubana foi um acto de solidariedade.
E assim vai o mundo dos matadouros ainda que no Texas a maioria da populaça concorde e aposto que tambem já fizeram referendos em todos esses paises popolar democraticos que silenciaram anos a fio e que continuam a desviar as atençoes.

deixado a 3/9/07 às 12:18
link | responder a comentário

Eu vivo no Texas e vejo-os (os cristãos evangélicos, que acreditam no Antigo Testamento) a dançarem à porta da prisão nos dias das execuçoes.

A pena de morte no Texas é um ritual selvagem e supersticioso em que se sacrifica um ser humano (geralmente de pele escura) aos medos infantis da populaça violenta e ignorante da Red America.

Não há qualquer relação entre crimes e castigos, as estatísticas demonstram-no claramente.

A pena de morte é um ritual infantil e selvagem, bom para os infelizes que vivem no campo e vão à igreja 4 vezes por semana.

deixado a 1/9/07 às 21:14
link | responder a comentário

Daniel Oliveira
Mario Cordeiro, suponho que não me está a acusar de qualquer simpatia pelo regime chinês. Ou cubano. Ou angolano. Ou iraniano, saudita. Queria dizer apenas que não costuma vir a este blogue.

deixado a 1/9/07 às 10:48
link | responder a comentário

Mario Cordeiro
Espero agora uns posts sobre as condenações na China e se alguma delsa é comutada. Ou em Cuba. Ou em Angola. Irão, Arábia Sáudita. e tantos outros.
Como membro da Aministia Internacional, criada a propósito de estudantes operseguidos pela PIDE, não posso só ver um lado. É mais evidente e menos escondido, mas porventura não será o mais sórdido.
Abaixo a pena de morte seja onde for.

deixado a 1/9/07 às 01:02
link | responder a comentário

Ja conhecia o caso e fico feliz por ler isto!

deixado a 31/8/07 às 23:47
link | responder a comentário

Justicialista
Eu sou quer contra a pena de morte, quer contra a prisão perpétua. Todo o indivíduo tem direito a auto-corrigir-se ou a ser corrigido.
Tal como acho que ao Estado não cabe decidir a vida (por isso sou contra a despenalização do aborto), acho que também não lhe cabe decidir a morte. Quanto à eutanásia, só em casos muito excepcionais, mas em que haja sempre consentimento expresso, livre e sério do sujeito.

deixado a 31/8/07 às 18:56
link | responder a comentário

Daniel Oliveira
Isso é excelente: todos só pensam de uma determinada maneira porque nunca tiveram de pensar de outra forma. E se tiverem e ficarem na mesma estão a mentir. Assim é fácil ter sempre razão.

deixado a 31/8/07 às 18:40
link | responder a comentário

Posted by: Daniel Oliveira | agosto 31, 2007 06:19 PM

Todos são contra a pena de morte até lhe assassinarem um ente querido.
Claro que mesmo nessa altura há quem prefira ser hipócrita.

deixado a 31/8/07 às 18:33
link | responder a comentário

Daniel Oliveira
Botões de Rosa, eu nãso discuto aqui a "law of parties” porque isso seria aceitar que, noutros casos, a pena de morte é tolerável. Ora, eu sou contra a pena de morte em qualquer circunstância.

Quanto ao final do seu comentário, suponho que eu não devo comentar coisa nenhuma caso contrário estarei sempre a transformar alguém em joguete na mão da Esquerda.

deixado a 31/8/07 às 18:19
link | responder a comentário

Podia-se discutir da justiça ou da injustiça da "law of parties”, que implica pena semelhante para qualquer pessoa envolvida num homicídio, mesmo que não tivesse consciência das intenções do homicida (afinal, neste mesmo blogue, o George W. Bush costuma ser responsabilizado por acções dos seus colaboradores, como o Karl Rove, o Donald Rumsfeld ou o Dick Cheney, por exemplo, mesmo que o autor deste blogue não possa saber se o presidente dos EUA tinha conhecimento directo delas). O Kenneth Foster merece a pena de morte? Não. O Kenneth Foster deve ser elevado a vítima de um Estado torcionário em geral de do seu presidente em particular? Não me parece. O Kenneth Foster não carregou no gatilho, mas não estamos a falar de alguém que estava num qualquer automóvel, a poucos metros do homicídio, e foi injustamente acusado de fazer parte do assalto. Ficou mais do que provado que o Kenneth Foster fazia parte do grupo de criminosos que realizou o assalto. Portanto, é um criminoso. Merece morrer. Não. Merece cada um dos anos que passou na cadeia. Sem dúvida. Merece ser um joguete na mão da Esquerda que o utiliza para fins com os quais duvido que se identifique? Sim. Cada um tem o que merece.

deixado a 31/8/07 às 17:53
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador