Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arrastão: Os suspeitos do costume.

Olha que também falaste demais

Daniel Oliveira, 10.11.07
Na XVII Cimeira Ibero-americana, Hugo Chavez resolveu insultar Aznar. Fora de tempo e de forma despropositada (só para uma cabeça perturbada Aznar é um fascista). Zapatero reagiu: "Pode estar nos antípodas de uma posição ideológica, e não serei eu que estará perto das idéias de Aznar, mas foi eleito pelos espanhóis e exijo esse respeito". Tem legitimidade e razão para o dizer. O problema foi mesmo a reacção do Rei de Espanha: "por que não se cala?", perguntou a Chavez. É que este, ao contrário de Aznar, Zapatero e do próprio Chavez, nuca teve o voto de ninguém. Podia ter deixado a conversa sobre um eleito entre eleitos e continuar a dedicar-se a cortar fitas, aparecer em revistas cor de rosa e representar o seu povo em silêncio. É para isso que servem os reis. Não é para se meterem em conversas entre políticos. Para o poder fazer é mesmo preciso concorrer a eleições.

67 comentários

Comentar post

Pág. 1/7