Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arrastão: Os suspeitos do costume.

Novas formas de fazer o amor

Sérgio Lavos, 23.10.11

 

Passaram-se dez dias desde que o Orçamento de Estado foi anunciado em directo nos telejornais por Pedro Passos Coelho. Duas horas antes, Ricardo Salgado tinha passado pela reunião do Governo que discutia esse Orçamento. Dez dias - precisamente o tempo que levou a minha profecia a concretizar-se. E não é preciso ser nenhum Professor Karamba para se saber destas coisas tão simples. Os bancos precisam dos nossos subsídios de férias e de Natal, dos nossos impostos, da nossa meia-hora a mais de trabalho. Agora digam comigo: "é um prazer ajudar os nossos bancos, a sodomia passiva é a quintessência do capitalismo financeiro". E depois repetir até que não doa. 

A fina flor da elite intelectual de extrema-esquerda

Sérgio Lavos, 22.10.11

Ui, a burguesia de extrema-esquerda radical. Que educação, que finura. Vão tão baixo que até desdenham das similitudes de um nome com uma profissão proletária. Pior do que um burguês privilegiado de direita, muito pior, é um mimado burguês de extrema-esquerda, a mais baixa espécie ao cimo da terra. Definitivamente, nem chega a ser uma fossa séptica; um autêntico esterco a céu aberto. É com estes que iremos dar a volta ao mais grave ataque (o OE 2012) à democracia portuguesa desde o 25 de Abril? Medo, muito medo...